• terça-feira, 23 de outubro de 2018
  • 21:33 Icone do tempo--ºC / --ºC

Trânsito

13/9/2018 às 06h12

SOCIAL. Representantes da Casa da Criança de Dracena reforçam aos motoristas contribuir com a Zona Azul

Representantes da Casa da Criança de Dracena estiveram na sede do JR  (Foto: Lucas Mello/JR) Representantes da Casa da Criança de Dracena estiveram na sede do JR (Foto: Lucas Mello/JR)

O presidente José Paulo Benes Teixeira e o coordenador Guilherme Plazza, da Casa da Criança de Dracena, mantida pela Loja Maçônica Patriarca da Independência estiveram na sede do Jornal Regional alertando aos motoristas para a contribuição com a Zona Azul.

Segundo o coordenador, antes de a Polícia Militar intensificar a fiscalização na área central das vagas de estacionamentos determinadas como Zona Azul, cerca de 70% das vendas dos bilhetes deixou de ser recolhida.

A Casa da Criança informa que a PM continuará fiscalizando a Zona Azul de segunda a sexta-feira das 9h às 17h e ao sábado das 8h às 12h.

Conforme Guilherme existem 62 pontos de vendas de bilhetes da Zona Azul na cidade e 11 funcionários espalhados em vários locais.

É importante ressaltar que o motorista deve preencher o bilhete com todos os dados solicitados, pois caso contrário estará irregular.

Atualmente há 600 vagas de estacionamentos distribuídas em 34 quarteirões da área central de Dracena. Ainda segundo ele, a venda do bilhete para vaga de estacionamento da Zona Azul é uma das arrecadações da instituição para manter o quadro pessoal de dez profissionais da entidade como: nutricionista, assistente social, cozinheira, quatro cuidadoras e uma auxiliar de cuidadora, além de outras despesas para acolher aproximadamente 15 crianças na faixa etária de 0 a 12 anos que se encontra em vulnerabilidade social.

A Casa da Criança de Dracena atua desde 1962 e recebe doações de verbas municipal, estadual e federal.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também