• terça-feira, 23 de outubro de 2018
  • 22:46 Icone do tempo--ºC / --ºC

Região

4/10/2018 às 09h22

Temporal causa prejuízos em 4 municípios da região de Prudente

Entre estragos, Câmara de Municipal de Martinópolis ficou destelhada na tarde de ontem, assim como alguns prédios do Conjunto Habitacional São João, em Prudente

Câmara Municipal de Martinópolis ficou interditada, após temporal que atingiu a cidade. (Foto: Prefeitura de Martinópolis) Câmara Municipal de Martinópolis ficou interditada, após temporal que atingiu a cidade. (Foto: Prefeitura de Martinópolis)

Câmara Municipal de Martinópolis ficou totalmente destelhada na tarde de ontem, após uma forte chuva passar pela região oeste do Estado. Segundo informações da Defesa Civil da cidade, a chuva durou cerca de 10 minutos e foi capaz de arrancar por inteiro o telhado do prédio em questão, que foi parar em cima de outros seis prédios comerciais que ficam do outro lado da Câmara. Segundo o Corpo de Bombeiros, o vento destelhou o local, bem como uma pequena parte da Prefeitura, sendo que outras sete árvores foram derrubadas. Em Presidente Prudente, próximo das 17h30, diversos semáforos deixaram de funcionar, como os das avenidas Manoel Goulart e Washington Luiz. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as pancadas de chuva já eram previstas, inclusive com trovoadas, especialmente nas áreas que fazem divisa com o Paraná, como é o caso da região. Segundo a Energisa Sul-Sudeste, pelo menos quatro cidades regionais foram prejudicadas com o temporal.

Segundo o Corpo de Bombeiros, mesmo sem deixar vítimas, a chuva que atingiu Martinópolis destelhou a Câmara Municipal, que ficou parcialmente interditada, parte da Prefeitura, que ficou sem energia, e levou danos a cinco residências, além de derrubar sete árvores. ”Foram ocorrências a partir das 15h e que não duraram mais de uma hora. O caso de maior destaque, no entanto, foi o destelhamento dos órgãos públicos”, salienta. Segundo o coordenador regional da Defesa Civil, Victor Hugo Rocha, além dos estragos na sede do Legislativo, o forte vento e as chuvas causaram danos à Prefeitura, como no telhado da sala do Gabinete e da Procuradoria-Geral. “Os cinco imóveis que também foram atingidos ficam na Vila Alegrete e estão recebendo lonas para amenizar os estragos. Um veículo foi atingido por uma árvore na área central”. Nas redes sociais, moradores compartilharam imagens de danos no cemitério, como a queda de uma árvore. Vale lembrar que, em Prudente, alguns prédios do Conjunto Habitacional São João ficaram destelhados. Nas redondezas, árvores foram derrubadas com a força do vento.

Conforme o Inmet, ontem, uma linha de instabilidade pré-frontal promoveu pancadas de chuva e trovoada, muitas de forte intensidade, especialmente em regiões do Estado de São Paulo que fazem divisa com o Paraná, o que, no decorrer da tarde, gerou potenciais instabilidades em todo o Estado, inclusive com a possibilidade de queda de granizo. “Amanhã [hoje], com o avanço da frente fria, mais rápido pelo oceano e mais vagaroso pelo continente, as temperaturas entram em acentuado declínio na faixa centro-leste paulista, onde uma crista de alta pressão promove ventos de sul e sudeste, úmidos e frios, que deixam o tempo encoberto com chuvas ocasionais. No restante do Estado ainda predomina a convecção, com pancadas de chuva e trovoadas esparsas, especialmente no norte e nordeste”.

Nota de esclarecimento

A Energisa Sul-Sudeste esclarece que a chuva forte atingiu os municípios de Caiabu, Indiana e Martinópolis na tarde de ontem, próximo das 14h45, provocou o lançamento de galhos e objetos sobre a rede, que, consequentemente, causaram o rompimento de cabos e várias ocorrências no sistema elétrico que abastece a cidade. Para os clientes de Caiabu e Indiana, a concessionária informa que a falta de energia durou menos de três minutos. Já em Martinópolis, as ocorrências foram registradas na área central e em alguns outros pontos da cidade. “De acordo com os dados obtidos junto ao Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais], que tem parceria com a distribuidora, um total de 150 raios atingiram essas cidades na tarde de hoje [ontem]”.

A Energisa Sul-Sudeste lembra ainda que, por volta das 16h40, registrou uma “grande” ocorrência na subestação de energia P3, localizada no início da Avenida Ana Jacinta, em Prudente. “A empresa está investigando as causas desse desligamento. A falta de energia atingiu 26 mil clientes de pelo menos 17 bairros. Por volta das 17h30, cerca de 11 mil clientes tiveram o fornecimento normalizado e, às 18h12, a energia foi restabelecida para todos os demais clientes. Por conta do procedimento de normalização do sistema elétrico, foi necessário realizar uma pequena interrupção de energia em outros pontos da cidade, por volta das 17h40”.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também