• sexta-feira, 26 de maio de 2017
  • 19:50 Icone do tempo--ºC / --ºC

Agricultura

6/1/2017 às 04h42

99,36% do rebanho paulista foi vacinado contra a febre aftosa, informa Secretaria de Agricultura

Na região de Dracena, 99,8% do rebanho foi vacinado, a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa foi realizada durante o mês de novembro de 2016

Na região de Dracena, foram vacinadas 364.077 cabeças de gado 
 (Foto: Divulgação) Na região de Dracena, foram vacinadas 364.077 cabeças de gado (Foto: Divulgação)

Dados do sistema informatizado Gedave, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo mostram que 99,36% do rebanho bovídeo (bovinos e bubalinos) foram vacinados contra a febre aftosa na segunda etapa da campanha de vacinação, que foi realizada durante o mês de novembro de 2016.

O total de bovídeos envolvido na etapa foi de 11 milhões de cabeças. Em comparação com o mesmo período de vacinação do ano anterior houve um acréscimo de 700 mil cabeças, ou seja, o rebanho paulista cresceu 6,8%. O índice de vacinação, se comparado com o mesmo período do ano anterior, também é superior. Passou de 99,02% de animais vacinados em novembro de 2015 para 99,36% em novembro de 2016, comprovando que o criador está zelando pela sanidade de seus animais.

O Estado registra um total de 131.787 propriedades com bovídeos e destas, 97,13% realizaram a vacinação e comprovação o processo dentro do período estabelecido pela legislação. “O produtor que deixa de vacinar no período estipulado tem a propriedade interditada para comercialização tanto dos animais como de produtos como, por exemplo, o leite, é notificado para que faça a vacinação compulsória dos seus animais com acompanhamento do serviço oficial de defesa e recebe um auto de infração da ordem de 5 Ufesps por animal não vacinado dentro do prazo”, explicou o coordenador da Defesa Agropecuária, Fernando Gomes Buchala.

Buchala lembra ainda que o Estado de São Paulo está sem registro da febre aftosa há mais de 20 anos (o último foco registrado foi em março de 1996), mas o Governo do Estado e o setor produtivo têm um compromisso com os parceiros comerciais para manter esta doença erradicada dos planteis, o que torna necessário manter elevados os índices de vacinação.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, ressaltou a importância da campanha para manter a sanidade do rebanho paulista. “O Estado de São Paulo tem 5% do rebanho nacional, mas aqui se concentra mais de 20% do total de animais em fase de terminação e abate, por isso há a necessidade de manter o alto padrão no controle da doença. Assim, garantimos a saudabilidade dos alimentos, uma determinação do governador Geraldo Alckmin para a Pasta”, comentou.

A Campanha

A segunda etapa de vacinação foi realizada de 1 a 30 de novembro de 2016 com a vacinação de todos os bovinos e bubalinos da propriedade e o criador teve até o dia 7 de dezembro do mesmo ano para comprovar a vacinação através do sistema Gedave, vinculado ao órgão oficial de defesa agropecuária.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também