• quinta-feira, 23 de março de 2017
  • 23:05 Icone do tempo--ºC / --ºC

Bairro

15/1/2017 às 04h01

Moradora reclama de pernilongos no bairro Vila Barros

Casa em frente onde reside a reclamante encontra-se fechada e com acumulo de folhas e outros tipos de lixo propiciando o aparecimento de insetos  (Foto: Viviane Santos/JR) Casa em frente onde reside a reclamante encontra-se fechada e com acumulo de folhas e outros tipos de lixo propiciando o aparecimento de insetos (Foto: Viviane Santos/JR)

Uma moradora que reside na rua Princesa Isabel, próximo à linha férrea, na Vila Barros, esteve na tarde de feira, 13, na sede do Jornal Regional para reclamar do surgimento de pernilongos próximo a casa onde mora.

De acordo com ela, no começo de todos os anos no período das chuvas, é maior a presença de pernilongos. “Tenho passado veneno em todos os cômodos da casa, mas mesmo assim o volume de pernilongos é grande” disse.

A moradora reside em uma casa ao fundo do lote onde há outra casa na frente que está sem morador, próxima à linha férrea do pontilhão da avenida Rui Barbosa.

Segundo ela, este ano o surgimento de pernilongos está maior do que em comparação aos anos anteriores. A preocupação é com o Aedes aegypti, porque ela já teve dengue há dois anos.

OUTRO LADO

De acordo com a subchefe da informação, educação e comunicação da Vigilância Epidemiológica de Dracena, Aline Andrade, quando há uma reclamação deste tipo é enviando uma supervisora da vigilância para proceder à orientação. É solicitada a manutenção e limpeza do quintal da própria residência, de casas próximas onde há terrenos baldios.

Ainda conforme Aline, a aplicação de inseticida para conter a existência de pernilongos, só ocorre quando há o surgimento de doenças, como a dengue. “O Ministério da Saúde não libera mais o uso do inseticida, caso não tenha o caso positivo da doença” explica.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também