• quinta-feira, 20 de julho de 2017
  • 13:37 Icone do tempo--ºC / --ºC

Veículos

3/2/2017 às 05h25

Nova geração do Ford Focus terá versão aventureira

Modelo manterá arquitetura atual, mas terá entre-eixos maior para aumentar o espaço interno

Próximo Ford Focus, tentará recuperar a agilidade e dinâmica das duas primeiras gerações
 (Foto: Divulgação) Próximo Ford Focus, tentará recuperar a agilidade e dinâmica das duas primeiras gerações (Foto: Divulgação)

A próxima geração do Focus já está nas pranchetas do departamento de engenharia da Ford. Ela estreia em 2018, quando a geração atual estará completando seus oito anos de mercado global, e tem como uma de suas metas ser desenvolvida com mais foco no mercado europeu.

A estratégia de ter veículos globais deu certo para a Ford ter modelos iguais e atualizados no mundo inteiro. Mas em vez de fazer do próximo Focus um carro pensado globalmente, a Ford quer devolver a ele a essência de carro europeu.

Não é algo que diz respeito apenas ao estilo, mas também ao acerto dinâmico: as duas primeiras gerações do Focus tinham feeling de direção mais empolgante do que o atual, que ficou mais anestesiado ao se preocupar com o conforto. A Ford quer entregar conforto com a mesma agilidade dos primeiros Focus.

Esta é uma guinada importante para o modelo, que tem a Europa como seu principal mercado. E seus principais concorrentes, Volkswagen Golf e Opel Astra, são essencialmente europeus, por mais que sejam vendidos em vários locais do mundo.

O hatch terá entre-eixos ligeiramente maior para aumentar o espaço no banco traseiro. Mesmo que o novo Focus mantenha a arquitetura atual, Global C-car, o modelo terá mais partes de aço de alta resistência em sua estrutura para ajudar na redução de seu peso.

Nada disso, porém, livra o carro de entrar na onda dos aventureiros, que ainda estão em alta no Velho Continente. Tal como a nova geração do Fiesta, o novo Focus terá uma versão Active com molduras plásticas nas caixas de roda, para-choques diferenciados e suspensão elevada. Será uma opção entre o EcoSport e o Kuga, SUV médio derivado do Focus.

Por lá, porém, os aventureiros geralmente possuem reais aptidões em superfícies de baixa aderência, como a neve. Por isso a Ford está disposta a colocar tração integral no Focus Active para que ele possa brigar de igual para igual com o Golf AllTrack (que é baseado na perua do Golf).

Na Europa, existe a intenção de eliminar as versões mais simples do Focus para abrir espaço para os Fiesta (que acaba de ser renovado) mais completos. Ainda assim, sua gama de motores começará pelo 1.0 EcoBoost de três cilindros com potências entre 99 cv e 138 cv.

O motor diesel de trabalho será o 1.5 TDCI com potências de 84 cv e 118 cv, além de um 2.0 com mais de 150 cv. A versão elétrica, que já existe hoje, pemanecerá na linha.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também