• domingo, 30 de abril de 2017
  • 05:51 Icone do tempo--ºC / --ºC

Segurança

2/3/2017 às 04h03

Bombeiros de Junqueirópolis socorrem bebê de um ano e quatro meses vítima de afogamento em plena rodovia João Ribeiro de Barros

A ocorrência se deu próximo ao trevo do Irapuru quando os bombeiros Wellington e Gilmar retornavam de outro trabalho, e foram parados por um carro onde seguia a vítima e familiares desesperados pedindo por socorro

Base Comunitária dos Bombeiros de Junqueirópolis  (Foto: Divulgação) Base Comunitária dos Bombeiros de Junqueirópolis (Foto: Divulgação)

Os bombeiros da Base Comunitária de Junqueirópolis mais uma vez se destacaram em atendimento a uma grave ocorrência que resultou em final feliz. Foi na terça-feira de carnaval quando o bombeiro comunitário municipal Wellington Ferreira e o também bombeiro Gilmar Souza Santos, motorista, da viatura, retornavam de um atendimento de ocorrência entre Irapuru e Junqueirópolis por estrada de terra. Nesta ocorrência ao chegar no local, eles encontraram o corpo de um homem caído que teria sofrido uma parada cardiorrespiratória e já estava sem sinal de vida. Então eles resolveram retornar à Base em Junqueirópolis pela rodovia SP-294 Cmdt. João Ribeiro de Barros.

No percurso antes de chegar ao trevo de Irapuru, um veículo começou a chamar a atenção dos bombeiros dando sinal de luz e buzinando para que eles parassem.

Wellington diz que quando eles pararam logo uma senhora saiu de dentro do carro com uma criança nos braços. "Era a avó da criança, um bebê de um ano e quatro meses, que pedia desesperadamente por socorro, porque o neto estava sem sinal de vida. A avó contou que ele tinha caído em uma piscina".

No mesmo momento Wellington pegou o bebê já o colocou dentro da ambulância dos Bombeiros e começou a fazer os procedimentos necessários para que ele apresentasse algum sinal de vida. "Foi um momento único de muito desespero por parte da avó que seguia com a gente na viatura. Acionamos o pronto socorro de Junqueirópolis e fomos tentando reanimar a criança, quando chegamos ao trevo da cidade o bebê deu sinal de vida", relata Wellington dizendo que a condução do motorista Gilmar na ambulância foi imprescindível também para o sucesso na ocorrência.

Ao chegar ao pronto socorro, a equipe que estava de prontidão esperando pela criança já o recolheu e providenciou os cuidados necessários. Após cerca de uns 50 a 60 minutos o bebê já apresentava todos os sinais vitais e estava fora de risco.

A mãe do bebê relatou aos bombeiros que a criança tinha caído na piscina e foi encontrado cerca de 10 minutos após. Segundo os bombeiros, a vítima estava inconsciente e cianótica e ao efetuar procedimento expeliu grande quantidade de água.

Wellington relatou na tarde de ontem, 1°, ao Jornal Regional que: "Graças a Deus tudo ocorreu bem e a criança encontra-se na Santa Casa de Junqueirópolis aos cuidados da equipe médica".

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também