• quarta-feira, 18 de outubro de 2017
  • 18:07 Icone do tempo--ºC / --ºC

Justiça

17/3/2017 às 09h05

Acusados de matar adolescente no poliesportivo em Adamantina são absolvidos pela Justiça

Adolescente Joeder Costa foi morto em outubro do ano passado e acusados são absolvidos pela Justiça pelo argumento da legítima defesa (Foto: Facebook) Adolescente Joeder Costa foi morto em outubro do ano passado e acusados são absolvidos pela Justiça pelo argumento da legítima defesa (Foto: Facebook)

Os dois rapazes acusados de matar o adolescente Joeder Costa, de 16 anos, em outubro passado, durante um evento de rodeio no recinto poliesportivo, foram absolvidos pela Justiça (Processo 0003212.24.2016.8.260081). A defesa dos acusados foi baseada no argumento da legítima defesa. A notícia é manchete da edição de hoje (16) do Jornal Diário do Oeste.

Segundo a reportagem, a audiência que culminou com a absolvição de L.H.S. e D.L.S. foi realizada em 14 de fevereiro passado. Os dois foram acusados pelo crime de homicídio qualificado, por terem matado o adolescente com o emprego de canivete, por motivo fútil e por meios que impossibilitaram a defesa da vítima.

O crime foi em 6 de outubro e os dois acusados foram rapidamente identificados e capturados horas depois pela Polícia Militar, em Mariápolis. Eles estavam presos desde então, aguardando julgamento. Na época dos fatos foi noticiado que uma rixa externa e anterior ao evento teria levado à tragédia.

A defesa dos dois acusados foi feita pelos advogados Siderley Godoy Júnior e Renato Bento Barbosa e, com base no depoimento das vítimas e testemunhas, sustentaram as teses da legítima defesa e ausência e ausência de autoria, acolhidas pelo Poder Judiciário, na audiência realizada em 14 de fevereiro. No dia seguinte ambos foram colocados em liberdade.

O processo levou quatro meses para ser julgado. Segundo seus advogados, “no transcorrer da instrução processual ficou claramente demonstrado que o fato somente ocorreu como forma de um dos acuados se defender das agressões que vinha sofrendo”, diz a reportagem do Diário do Oeste. Embora caiba recurso à decisão da Justiça, os advogados acreditam que dificilmente haverá modificação no resultado do julgamento.

O caso

O adolescente Joeder Costa, de 16 anos, quem era morador no Parque do Sol, morreu no dia 6 de outubro ao dar entrada no pronto socorro da Santa Casa de Adamantina, depois de ser esfaqueado em um evento de rodeio que acontecia na cidade (reveja aqui).

Uma divergência externa, anterior, e sem qualquer relação com o evento, acabou sendo resolvida dessa maneira, no interior do recinto.

Após o ocorrido, a equipe de pronto-socorristas do evento prestou o socorro imediato, contendo a vítima e fazendo a remoção do mesmo, com ambulância, ao pronto-socorro, para os atendimentos complementares.

Imediatamente, após a notícia do crime, a Polícia Militar foi acionada e em posse das informações sobre os suspeitos, e suas características, foram iniciadas as buscas, no sentido de capturar os autores e detê-los, o que ocorreu poucas horas após o crime, quando duas pessoas foram presas em Mariápolis.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também