• terça-feira, 27 de junho de 2017
  • 05:50 Icone do tempo--ºC / --ºC

Polícia

6/5/2017 às 04h54

Advogada presa no Paraguai é removida para a Penitenciária Feminina de Tupi Paulista

A mulher é investigada pela Polícia Civil do Estado de São Paulo que desencadeou a operação policial Ethos, além de suposto envolvimento ao mega-assalto à empresa de valores na Ciudad Del Este, no Paraguai

A advogada Marcela Antunes Fortuna  foi transferida para a Penitenciária Feminina de Tupi Paulista (Foto: Cedida/Polícia Civil) A advogada Marcela Antunes Fortuna foi transferida para a Penitenciária Feminina de Tupi Paulista (Foto: Cedida/Polícia Civil)

Uma ação integrada entre a Polícia Civil do Estado de São Paulo por meio da Central de Polícia Judiciária de Presidente Venceslau (CPJ), Polícia Federal de Foz do Iguaçu-PR e a Polícia Nacional do Paraguai possibilitou a remoção da advogada Marcela Antunes Fortuna para o Estado de São Paulo, após sua prisão pela Polícia Nacional do Paraguai.

A advogada é investigada pela Polícia Civil do Estado de São Paulo que em novembro de 2016 desencadeou a operação policial Ethos para investigar grupo criminoso, no qual uma das células era comandada pela advogada.

Segundo relatório da Polícia Civil, Marcela era denominada pela organização como gestora da célula “R” e desde a operação mudou-se com a família para o país vizinho, onde permaneceu até ser presa por suposto envolvimento em roubo a uma empresa de valores, na Ciudad Del Este, no Paraguai.

Essa ação foi concluída em duas etapas. As autoridades paraguaias expulsaram a presa a pedido dos delegados de polícia brasileiros e no segundo momento houve a remoção de Marcela Antunes Fortuna para o Estado de São Paulo, para que, doravante, permaneça à disposição da 1ª Vara Judicial de Presidente Venceslau-SP, em que há mandado de prisão preventiva contra a indiciada.

A presa permaneceu por uma hora no plantão da Polícia Civil de Presidente Venceslau, onde foi interrogada, negando participação do roubo e optou pelo silêncio quanto às perguntas relacionadas à operação Ethos.

Ela foi incluída no sistema penitenciário por meio da Penitenciária Feminina de Tupi Paulista, às 23h, desta quinta-feira, 4.

Participaram da ação, 15 policiais civis (2 delegados de Policia e 13 policiais civis de outras carreiras) e 4 viaturas, sendo uma da CPJ de Presidente Venceslau, 1 do GOE de Presidente Venceslau e 2 do GOE de Presidente Prudente.

Outras Imagens:

  •  (Foto: Cedida/Polícia Civil)

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também