• quinta-feira, 21 de setembro de 2017
  • 14:43 Icone do tempo--ºC / --ºC

Região

17/7/2017 às 11h43

HOMEM TEM MÃO ARRANCADA POR CAUSA DE DÍVIDA DE DROGAS

Ele devia R$ 20 para um traficante

Um pedreiro de 37 anos, morador no residencial Mário Covas, em Guararapes, teve uma das mãos decepada por um golpe de facão na manhã desta sexta-feira (14). A mutilação teria ocorrido durante discussão por uma dívida de drogas de R$ 20 e o autor do crime fugiu.

Segundo o boletim de ocorrência, policiais militares foram até o residencial por volta das 7h, após denúncia de briga e de que uma pessoa teria tido uma das mãos decepada. O membro arrancado da vítima foi encontrado pelos policiais caído na rua, próximo ao numeral 664 da rua Aymores. Ele foi recolhido, colocado em um saco plástico com gelo e levado para o pronto-socorro.

A vítima estava em atendimento médico no hospital e contou que tinha uma dívida de drogas de R$ 20 com outro homem de mesma idade, residente no bairro Clineu de Almeida. O pedreiro afirmava que havia pago o valor, porém, o suspeito alegava que ele devia mais R$ 20.

ABORDAGEM

Pela manhã, quando estava em frente a um armazém no bairro, a vítima foi abordada pelo suspeito e houve discussão. O homem foi para a casa dele, retornou armado com um facão e tentou atingir o pedreiro pelas costas. Ele foi atingido de raspão, houve luta corporal e quando a vítima abaixou para pegar uma pá, recebeu o golpe de facão na mão direita, que foi decepada.

O suspeito fugiu do local com a arma e o pedreiro foi levado para o hospital da cidade por moradores. Devido à gravidade dos ferimentos, ele foi transferido para a Santa Casa de Araçatuba, mas até a edição desta matéria não havia informações sobre o estado de saúde do paciente.

O local do crime foi periciado e a polícia tenta localizar o suspeito.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também