• terça-feira, 22 de agosto de 2017
  • 04:31 Icone do tempo--ºC / --ºC

Cotidiano

6/8/2017 às 02h59

VEM de Dracena registra oito casos por picadas de escorpiões na cidade nesse primeiro semestre do ano

Conforme a Vigilância Epidemiológica de Dracena, neste primeiro semestre do ano foram registradas 81 notificações de escorpiões

Os agentes da Vigilância Epidemiológica orientam os moradores para a limpeza dos quintais, para o não surgimento de escorpiões 
 (Foto: Arquivo/JR) Os agentes da Vigilância Epidemiológica orientam os moradores para a limpeza dos quintais, para o não surgimento de escorpiões (Foto: Arquivo/JR)

A Vigilância Epidemiológica de Dracena (VEM) informa que neste primeiro semestre do ano foram registradas 81 notificações de escorpiões na cidade, sendo que, oito pessoas foram picadas pelo inseto peçonhento, entre os meses de: janeiro, 4 casos; fevereiro 1 caso; março, 1 caso e abril dois casos.

Segundo a VEM de Dracena, os casos de picadas de escorpiões em pessoas são notificados pelo Pronto Atendimento Municipal (PAM) da cidade e posteriormente repassados à Vigilância Epidemiológica para serem feitos os trabalhos.

Conforme a Vigilância Epidemiológica de Dracena, o trabalho de controle deste aracnídeo se baseia em orientações de limpezas de quintais e terrenos das residências, tendo as visitas dos agentes em casa em casa.

Os escorpiões costumam abrigar-se em locais úmidos e arejados, como: amontoados de telhas, tijolos, madeiras, frestas, casca de árvores, no qual, a Vigilância Epidemiológica ressalta o mantimento dos quintais limpos.

Além desses locais, os escorpiões também se alojam no esgoto e tendo em vista disso, a VEM de Dracena também ressalta que ralos internos e externos das residências dem ficar sempre tampados.

Esse animal peçonhento é noctívago, vivem normalmente em colônias, e em geral, não se afastam muito do local onde nasceram. São animais carnívoros e de hábitos noturnos, alimentando-se principalmente de insetos e de aranhas.

Em caso de picada - A Vigilância Epidemiológica de Dracena orienta que em caso de picada por um escorpião é necessário que a pessoa seja levada imediatemente ao Pronto Atendimento Municipal e lave o local com água e sabão e não faça uso de nada que pressione o local da picada, como por exemplo: torniquete.

A picada do escorpião pode ocasionar os seguintes sintomas ao ser humano: leve- dor e amortecimento leve no local da picada; moderada – dor intensa, vômitos ocasionais, suor, agitação, taquicardia e hipertensão arterial e em casos graves de agravamentos como: dor, suor e vômitos intensos, pulso lento, falta e ar intensa e choque, podendo levar à morte.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também