• segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
  • 07:32 Icone do tempo--ºC / --ºC

Internacional

7/8/2017 às 11h25

Federação Internacional de Jornalistas condena fim de Al Jazeera em Israel

A Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) criticou nesta segunda-feira (7) o governo de Israel por anunciar que fechará os escritórios da rede de TV Al Jazeera em Jerusalém, gesto que a organização considera uma "caça às bruxas". A informação é da agência de notícias EFE.

"A decisão das autoridades israelenses de fechar os escritórios Al Jazeera em Jerusalém e retirar as credenciais dos seus jornalistas sob uma acusação geral de apoiar a violência é um ataque à liberdade de imprensa e à liberdade da informação", declarou o presidente da IFJ, Philippe Leruth, em comunicado.

O ministro da Comunicação de Israel, Ayoub Kara, declarou ontem (6) a intenção de fechar as representações da Al Jazeera depois que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu acusou este meio de comunicação de "incitar à violência", decisão condenada pela emissora do Catar.

Segundo a IFJ, as autoridades israelenses podiam ter exercido o "direito a réplica" no caso de considerar que "alguma informação difundida pela Al Jazeera era errônea".

"Ao decidir não fazer isto e, por outro lado, se somar à campanha internacional contra a Al Jazeera, [as autoridades israelenses] dão a impressão de que o que querem é silenciar uma voz que não os agrada, o que é contrário aos valores democráticos que representam", acrescentou a Federação.

A IFJ destacou que o Sindicato de Jornalistas Palestino, filiado a eles, denunciou que a decisão de Israel é "uma grave violação da liberdade de expressão e do direito dos jornalistas a trabalhar".

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também