• quinta-feira, 21 de setembro de 2017
  • 12:52 Icone do tempo--ºC / --ºC

Saúde

30/8/2017 às 14h52

O que compromete a eficácia da pílula anticoncepcional?

Pílulas (Foto: Divulgação) Pílulas (Foto: Divulgação)

Um dos métodos mais seguros para prevenir uma gravidez indesejada, a pílula anticoncepcional passou a ser usada por milhões de mulheres no mundo todo. No Brasil, ela também é bastante popular e vem sendo cada vez mais aceita.

Mas o que poucas mulheres sabem é que algumas alterações comuns do organismo e a ingestão de outras medicações podem alterar a absorção dos hormônios anticoncepcionais e comprometer a efetividade da pílula. Na lista dos remédios que exercem influência sobre a eficácia do método contraceptivo, estão alguns antibióticos, anticonvulsivantes, antidepressivos e antirretrovirais – por isso, é tão importante buscar orientação médica antes de fazer uso de qualquer medicamento.

Algumas doenças inflamatórias do trato gastrointestinal – como retocolite ou a Doença de Crohn – também podem alterar a absorção dos componentes das pílulas anticoncepcionais pelo organismo. Felizmente, elas são raras, e nesses casos, as pacientes podem fazer uma mudança de estratégia e optar, por exemplo, pelo Dispositivo Intra-Uterino, o DIU.

É importante ressaltar que nem a pílula nem outros métodos são totalmente seguros. O que nós, médicos, costumamos fazer é escolher a opção mais indicada para cada paciente, pensando em oferecer o melhor benefício com a menor possibilidade de risco. Todavia, cada organismo tem características próprias e diferentes necessidades.

Se você tem dúvida quanto ao uso dos anticoncepcionais, o ginecologista é o melhor profissional para te orientar. Não deixe de consultá-lo para que, juntos, encontrem o tratamento mais adequado para você.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também