• segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
  • 21:02 Icone do tempo--ºC / --ºC

Política

6/10/2017 às 16h04

Deputado Evandro Gussi vota contra a criação de fundo público de financiamento de campanha

Gussi: “Precisamos diminuir os custos do processo eleitoral e aproximar o cidadão de seus representantes” (Foto: Divulgação) Gussi: “Precisamos diminuir os custos do processo eleitoral e aproximar o cidadão de seus representantes” (Foto: Divulgação)

O deputado Evandro Gussi (PV) foi um dos 209 parlamentares que votaram  contra nesta quarta-feira ,4,ao  projeto de lei (PL) 8703/17, que cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) para financiar campanhas eleitorais com recursos públicos.

O projeto foi aprovado por 233 votos favoráveis e 209 contrários. Em um vídeo na sua página do facebook, Gussi detalhou os motivos de ter votado contra a criação do fundo partidário.

O deputado reiterou que  desde o início, foi totalmente contrário a financiar campanhas com dinheiro da população. “A política é um lugar para o diálogo, precisamos diminuir os custos do processo eleitoral, aproximando dos cidadãos de seus representantes”, afirmou.

Ele defendeu o voto distrital, por aproximar o candidato do eleitor. “ A política deve ter cada vez mais espaço para o diálogo e menos para os recursos (financeiros)”, reforçou.

Estimado em R$ 1,7 bilhão para o próximo ano, o fundo será composto, ao menos, por 30% das emendas de bancadas de deputados e senadores e pela renúncia fiscal economizada com fim da propaganda partidária nas emissoras de rádio e de TV.

Recursos previstos- Inicialmente, estão previstos no orçamento de 2018 R$ 4,5 bilhões para emendas de bancada, dos quais R$ 1,35 bilhão (30%) serão destinados às campanhas eleitorais.

Além desse valor, para as eleições de 2018 deverão ser usados recursos equivalentes à renúncia fiscal com a propaganda partidária de 2017 e de 2016.

Devolução- O projeto determina  que os recursos não utilizados nas campanhas eleitorais sejam devolvidos ao Tesouro Nacional, integralmente, no momento da apresentação da respectiva prestação de contas. Um total de 10% do fundo deverá ser reservado para o segundo turno.

 

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também