• segunda-feira, 20 de novembro de 2017
  • 11:45 Icone do tempo--ºC / --ºC

Mercado

21/10/2017 às 16h04

1 milhão vai à 'Black Friday' da comida

Morador de Nova Friburgo, na região serrana do Rio, Paulo César Neto saiu de casa à 1h30 de ontem para enfrentar duas horas de estrada para ser o primeiro da fila na porta de um supermercado. Neto chegou às 3h30 à filial dos supermercados Guanabara de Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro.

"Todo ano a gente vem. Ainda mais com essa crise, a gente precisa correr atrás disso mesmo", disse Paulo César. Centenas de consumidores fizeram fila à espera do início da temporada de liquidações pelo aniversário da rede de supermercados. O evento, considerado uma espécie de Black Friday do varejo de alimentos, deve atrair 1 milhão de pessoas nos três primeiros dias da promoção, quando os descontos são mais agressivos.

Moradora de Niterói, Márcia Barbosa Pereira também madrugou na fila. "Todo ano sou a primeira a chegar. Falto até ao serviço . Vale muito a pena", disse a consumidora, que queria comprar creme de leite a R$ 0,99 e leite condensado a R$ 1,99.

A promoção figurou entre os assuntos mais comentados no dia por internautas brasileiros no Twitter. O Guanabara tem 25 lojas. Com investimento de R$ 30 milhões na campanha, a rede prevê um aumento de 70% no total de visitantes em relação ao evento do ano passado.

No afã de garantir as melhoras ofertas, clientes disputam produtos e atacam os carrinhos de repositores ainda no percurso do estoque até as gôndolas. Entre os itens mais disputados estão cerveja, arroz, creme de leite e leite condensado. A empresária Elisete Soares Alves, de Itaboraí, levou a família inteira às compras. Marido, filha e genro ajudaram a encher oito carrinhos que suprirão as necessidades da casa pelos próximos meses. "Pegamos uma caixa fechada de azeite, leite condensado, creme de leite e de sabão em pó. Fico aqui cuidando dos carrinhos", contou a estudante Jéssica Alves, filha de Elisete.

A campanha do Guanabara mobiliza 21 mil funcionários durante 42 dias, sendo 4 mil temporários. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também