• sábado, 16 de dezembro de 2017
  • 22:25 Icone do tempo--ºC / --ºC

Segurança

5/12/2017 às 06h04

Durante abordagens policiais, pescadores abandonam barco no Rio Aguapeí e fogem

Operação Piracema foi realizada no Rio Aguapeí, em Lucélia (Foto: Cedida/PM Ambiental) Operação Piracema foi realizada no Rio Aguapeí, em Lucélia (Foto: Cedida/PM Ambiental)

Um barco, petrechos de pesca e peixes capturados irregularmente foram apreendidos pela Polícia Militar Ambiental neste último sábado, 2, durante fiscalização aquática da Operação Piracema em três ocorrências diferentes, na cachoeira de Salto Botelho, em Lucélia.

Segundo a PM Ambiental, na primeira dois homens abandonaram uma embarcação com o motor ligado e engatado, pulando no rio e entrando na mata ciliar ao verem a aproximação dos policiais.

Ainda conforme a corporação,  foram apreendidos 22 anzóis de galho, um cadeado com chave, um tanque de combustível de ferro e dois peixes das  espéciea pintado com 1,20 metro de comprimento e 12 quilos e um piau com 15 centímetros de comprimento e 500 gramas.

A pesca está proibida no rio Aguapeí, conforme determinação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os peixes foram soltos no habitat natural, por estarem vivos.

Segundo a PM Ambiental, na segunda ocorrência, um homem praticava a pesca com a utilização de redes e tinha em posse um peixe da espécie curimbatá.

Foi elaborado um auto de infração ambiental com multa no valor de R$ 730 por pescar no período proibido da piracema. As redes foram apreendidas e o peixe, como estava morto e impróprio para o consumo, acabou eliminado.

Na última ocorrência, os policiais recolheram dez anzóis de galho e duas redes de nylon com sete metros de comprimento por 1,20 metro de altura e malhas de 100 milímetros.

Todas as ocorrências serão apresentadas à Polícia Civil via ofício.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também