• quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
  • 17:57 Icone do tempo--ºC / --ºC

Polícia

8/1/2018 às 17h07

Polícia Militar Ambiental destrói 88 gaiolas apreendidas com pássaros silvestres na região de Presidente Prudente

Aves resgatadas do cativeiro pela corporação no período entre 2013 e 2017 foram devolvidas ao habitat natural.

Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental) Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

A Polícia Militar Ambiental destruiu nesta segunda-feira (8), na sede da 3ª Companhia da corporação, em Presidente Prudente, 88 gaiolas que haviam sido apreendidas em ocorrências entre os anos de 2013 e 2017 relacionadas ao crime ambiental de manter espécies da fauna silvestre em cativeiro.

Segundo a corporação, as ocorrências resultaram na libertação de 88 pássaros que acabaram devolvidos ao seu habitat natural na região de Presidente Prudente no período.

Depois de destruídas as gaiolas, os policiais levaram os destroços para o lixão de Presidente Prudente.

 
Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

 
Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

 
Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

Gaiolas apreendidas foram destruídas em Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

 
Gaiolas destruídas foram levadas ao lixão de Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

Gaiolas destruídas foram levadas ao lixão de Presidente Prudente (Foto: Cedida/Polícia Militar Ambiental)

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também