• domingo, 21 de janeiro de 2018
  • 20:23 Icone do tempo--ºC / --ºC

Saúde

9/1/2018 às 06h45

Vacinas estão disponíveis para faixa etária a partir dos nove meses

A imunização é feita com uma única dose da vacina, sem necessidade de reforços, orienta a Secretaria Municipal de Saúde

Vacina contra febre amarela foi ampliada no estado de São Paulo, a partir de sábado, 6 (Foto: Divulgação) Vacina contra febre amarela foi ampliada no estado de São Paulo, a partir de sábado, 6 (Foto: Divulgação)

A Secretaria Municipal de Saúde de Dracena disponibiliza no Centro de Saúde Takashi Enokibara (Postão) a vacina contra a febre amarela para todas as faixas etárias, a partir dos nove meses de idade. A imunização é feita com uma única dose da vacina, sem necessidade de reforços.

“Quem já tiver uma dose da vacina da febre amarela registrada na carteira de vacinação, não precisar receber reforço de nova dose, por enquanto como não houve casos suspeitos da doença na região, a Secretaria Municipal da Saúde não foi comunicada peloGrupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), se haverá alguma campanha de intensificação da vacinação”, informa a Assessoria de Imprensa da Prefeitura.

A imunização não é indicada para gestantes, mulheres amamentando crianças com até seis meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (portadores de Lúpus, por exemplo).

CASOS EM SÃO PAULO- O Governo do Estado decidiu ampliar sábado, 6, para todo o Estado a vacinação contra a febre amarela após  confirmação da terceira morte  na Grande São Paulo, decorrente da doença nas últimas semanas. A vítima era um homem de 69 anos, morador de Guarulhos, que faleceu dia 25 de dezembro e a família foi comunicada no dia 5, sexta-feira.

Outras duas mortes por febre amarela na Grande São Paulo, as primeiras de 2018, foram confirmadas pela Secretaria de Estado da Saúde no último sábado (6). Os casos tiveram origem em Mairiporã.

12 MORTES - O surto da febre amarela causou desde o ano passado, 12 mortes no estado de São Paulo. A partir do começo do ano passado, foram notificados 27 casos autóctones (doença contraída no próprio município) de febre amarela silvestre no estado de São Paulo.

As 12 vítimas que faleceram moravam nos municípiosAmérico Brasiliense, Amparo, Batatais, Monte Alegre do Sul, Santa Lucia, São João da Boa Vista, Itatiba e Mairiporã.

Entre julho de 2016 e dezembro de 2017, foram registrados no Estado 595 casos de animais infectados (macacos, bugios e outros), dos quais mais da metade (63%) concentrados na região de Campinas.A intensificação da vacina é voltada principalmente nas áreas mais afetadas, dando prioridade aos corredores ecológicos.

 

 

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também