• terça-feira, 16 de janeiro de 2018
  • 19:02 Icone do tempo--ºC / --ºC

Segurança

9/1/2018 às 14h32

Instituto lança ferramenta de consulta sobre crimes contra grupos vulneráveis

O Instituto de Segurança Pública (ISP) lançou hoje (9) uma ferramenta de visualização de dados que permite a realização de consultas sobre crimes contra grupos vulneráveis no estado do Rio de Janeiro. O estado é o primeiro a lançar, na esfera governamental, uma análise voltada para esses grupos, segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado do Rio de Janeiro.

A plataforma possibilita a seleção de faixas etárias das vítimas de diversos tipos de crimes. Com isso, pode-se fazer análise detalhada sobre delitos que atingem mais crianças e adolescentes, mulheres e idosos.

Segundo o ISP, a partir do cruzamento de dados, é possível constatar que, em aproximadamente 40% dos casos de estupros de crianças ou adolescentes em 2016, o autor tinha alguma relação de proximidade com a vítima (pai e filho, parentes, amigos ou vizinhos), e em 17,6% das vezes, os crimes foram cometidos pelos pais ou padrastos das vítimas.

Além dos dados, a ferramenta disponibiliza também um mapa e uma lista de endereços das redes de atendimento a idosos, mulheres e crianças e adolescentes no estado.

As informações divulgadas têm como fonte os registros de ocorrência da Polícia Civil do estado do Rio de Janeiro relativos aos anos de 2014, 2015 e 2016, disponibilizados por meio do Departamento Geral de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também