• quinta-feira, 26 de abril de 2018
  • 18:00 Icone do tempo--ºC / --ºC

Veículos

13/1/2018 às 12h10

Arrecadação do IPVA em 2018 é prevista em R$ 9,3 milhões

O tributo é uma das principais fontes de arrecadação dos municípios, em 2017, Dracena repasse para Dracena passou de R$ 8,3 milhões

Municípios recebem repasses do IPVA, cobrado anualmente dos proprietários ou possuidores de veículos (Foto: Lucas Mello/JR) Municípios recebem repasses do IPVA, cobrado anualmente dos proprietários ou possuidores de veículos (Foto: Lucas Mello/JR)

A cobrança do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) começou na última semana e a previsão de arrecadação pela Prefeitura de Dracena em 2018, é de R$ 9,3 milhões, conforme consta no orçamento do município.

O valor é R$ 400 mil acima do previsto no ano passado, que era de R$ 8,9 milhões, mas com as inadimplências o município recebeu menos, o repasse do imposto em 2017, foi de R$ 8.305.832,66, conforme informações da Prefeitura.

O IPVA é cobrado anualmente dos proprietários ou possuidores de veículos domiciliados no Estado de São Paulo. Segundo a Secretaria da Fazenda do Estado, areceita do imposto, depois de deduzidas outras destinações instituídas por lei federal, é partilhada.

Para o Estado são destinados 40 % da arrecadação, o município onde o proprietário do veículo tiver domicílio ou residência, também recebe 40 % e o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb)  os 20% restantes.

“O recurso do IPVA é destinado a investimentos para os serviços básicos de que a população necessita: saúde, educação, segurança, transporte, entre outros”, informa a Secretaria da Fazenda. O IPVA, assim como o Fundo de Participação dos Municípios e o Imposto de Circulação sobre Mercadorias e Serviços (ICMS) é uma das principais fonte de receita das Prefeituras.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também