• sábado, 23 de junho de 2018
  • 04:59 Icone do tempo--ºC / --ºC

Justiça

1/3/2018 às 17h40

Defensoria Pública questiona Correios sobre reajuste de preços

A Defensoria Pública da União (DPU) no Rio de Janeiro abriu procedimento para avaliar os reajustes de preços a serem aplicados pelos Correios a partir do próximo dia 6. Uma das ações da empresa é passar a cobrar R$ 3,00 para cada encomenda enviada para a cidade do Rio. A justificativa é a violência na cidade.

Os Correios também informaram que haverá um reajuste para os serviços oferecidos à população. Em média, para objetos postados entre capitais e em âmbitos locais serão reajustados em 8%.

A DPU enviou um ofício à estatal questionando quais serviços de encomenda serão alcançados pelos aumentos de preços, qual o valor de cada reajuste, quais os fundamentos financeiros para fazer o cálculo desses reajustes e quantos consumidores serão atingidos.

Impacto da insegurança nos custos

Também houve questionamentos específicos sobre a tarifa extra de R$ 3,00 a ser aplicada sobre os envios para o Rio de Janeiro. A DPU quer saber se há estudo conclusivo sobre o impacto da insegurança nos custos de cada um dos serviços ofertados por essa empresa para justificar o aumento.

Além disso, pergunta se houve cobranças extras também para outros estados que passam por problemas de insegurança, como Ceará, Pernambuco e Espírito Santo.

Na nota divulgada na noite de terça-feira (27), os Correios informam que a “definição de preços é sempre baseada no aumento dos custos relacionados à prestação dos serviços, que considera gastos com transporte, pagamento de pessoal, aluguéis de imóveis, combustível e contratação de recursos para segurança, entre outros.”

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também