• sexta-feira, 21 de setembro de 2018
  • 14:53 Icone do tempo--ºC / --ºC

Cotidiano

7/3/2018 às 10h58

Delegacia Fluvial de Presidente Epitácio inspeciona mais de 700 embarcações durante a Operação Verão

Foram emitidas 98 notificações (Foto: Divulgação) Foram emitidas 98 notificações (Foto: Divulgação)

A Delegacia Fluvial de Presidente Epitácio inspecionou 732 embarcações durante a Operação Verão 2017/2018, iniciada no dia 22 de dezembro de 2017 e encerrada no dia 19 de fevereiro de 2018.  O objetivo foi zelar pela segurança das atividades náuticas na nossa área de jurisdição, especialmente em um período de natural aumento do uso de embarcações para atividades recreativas e turísticas. Com o conceito “Segurança da Navegação: quem valoriza a vida respeita”, a Operação Verão 2017/2018 teve como lema a valorização da vida e a responsabilidade do proprietário e do condutor da embarcação, especialmente durante as atividades de lazer.

 

Resultados

Foram emitidas 98 notificações. Entre as principais causas das notificações estão não portar a habilitação (CIR ou CHA), não portar o título de inscrição da embarcação (TIE ou TIEM) ou portar a habilitação ou título de inscrição da embarcação com prazo de validade vencido. Na Operação Verão deste ano, 22 embarcações foram apreendidas.

 

Fiscalização

A Marinha do Brasil, por meio da Delegacia Fluvial de Presidente Epitácio, reforçou a fiscalização na sua área de jurisdição durante o período do Carnaval. A ação, que fez parte da Operação Verão 2017/2018, teve como objetivo incrementar a segurança da navegação, a segurança da vida humana nos rios e a prevenção da poluição ambiental proveniente de embarcações.

Durante a Operação, os militares fiscalizam, por exemplo, documentos dos condutores e da embarcação, a lotação das embarcações, disponibilidade de coletes salva-vidas homologados pela Marinha do Brasil, par de remos, bóia circular e extintor, estes últimos para embarcações com motorização acima de 30HP, que diferente do motorista, o aquaviário, muitas vezes, encontra-se navegando em áreas que, numa situação de emergência não dispõe de qualquer tipo de apoio ou auxílio, a não ser do que possui a bordo.  

 Outra preocupação é o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores e o respeito às áreas destinadas aos banhistas e àquelas de uso exclusivo de motoaquáticas e embarcações.

Nessas inspeções, a população e, principalmente, os condutores de embarcações são orientados a obedecerem às normas de segurança, com a divulgação da campanha “Quanto vale uma vida? Segurança da Navegação: quem valoriza a vida respeita”, da Diretoria de Portos e Costas (DPC).

 

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também