• sexta-feira, 21 de setembro de 2018
  • 08:43 Icone do tempo--ºC / --ºC

Economia

7/3/2018 às 16h33

Inflação de fevereiro desacelera em São Paulo

O Índice do Custo de Vida (ICV), medido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), na cidade de São Paulo, apresentou alta de 0,05% em fevereiro, abaixo da apurada em janeiro, quando a taxa havia sido de 0,95%.

No acumulado de 12 meses, o índice atingiu 2,55%, ficando ligeiramente acima do registrado na última pesquisa, de 2,35%. Nesse primeiro bimestre, o ICV acumula alta de 1,01%.

Dos dez grupos de despesas pesquisados, três apresentaram queda: alimentação (0,5%); vestuário (0,63%) e equipamento doméstico (0,03%). Os itens alimentícios que mais caíram de preço foram as carnes (2,12%); as aves e ovos (1,82%); leite in natura (1,67%) e grãos (0,66%). O feijão baixou 1,28% e o arroz teve queda de 0,54%.

Em sentido oposto, a maior pressão inflacionária ocorreu no grupo despesas diversas com alta de 2,77%. Nos dois primeiros meses do ano, esse grupo teve aumento de 4,28%, puxado, principalmente, pelos preços mais elevados nos gastos com animais domésticos (5,05%).

Também foram constatadas altas nos grupos recreação (0,76%); saúde (0,75%); transporte (0,38%); habitação (0,12%) e educação e leitura (0,02%). Já em despesas pessoais foi observado estabilidade. No ano, esse grupo acumula leve alta de 0,21%.

A pesquisa mostra que as famílias de baixa renda tiveram menor impacto inflacionário e pelo perfil de consumo na faixa de renda média de R$ 377,49, o ICV teve redução de 0,08%. No grupo de famílias com renda média de R$ 934,17, o índice ficou negativo em 0,02% e para a faixa de maior poder aquisitivo, com ganho médio de R$ 2.792,90, a taxa aumentou 0,12%.

 

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também