• terça-feira, 24 de abril de 2018
  • 05:34 Icone do tempo--ºC / --ºC

cidade

10/4/2018 às 06h54

Há quase um ano fechado para atendimentos, Posto de Saúde segue em reforma

O valor da reforma que tinha 90 dias para ser concluída é de quase R$ 90 mil, segundo informou a Prefeitura de Dracena. O prédio do posto foi atingido pela chuva de granizo no ano que passou

Reabertura do Posto de Saúde “Dr. Eduard Ligeris” ainda não tem data definida  (Foto: Lucas Mello/JR) Reabertura do Posto de Saúde “Dr. Eduard Ligeris” ainda não tem data definida (Foto: Lucas Mello/JR)

Há quase um ano fechado para os atendimentos dos moradores do Jardim Santa Clara e adjacências, o Posto de Saúde ‘Dr. Eduards Ligeris’ segue em reforma desde o final do ano passado, após a chuva de granizo ocorrida no dia 19 de maio do mesmo ano, ter ocasionado avarias no telhado, calhas e laje do prédio.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Dracena, a reforma na unidade de saúde teve início no dia 8 de novembro do ano passado.

Ainda conforme a municipalidade, não há previsão para a reabertura, a reforma está em fase final. Deverá ser feita a avaliação da obra para a conclusão, após inspeção da engenharia e da Secretaria de Obras e Assuntos Viários.

O valor da reforma é de R$ 89.075,66, segundo informou a Prefeitura de Dracena. 

A empresa Adami & Marques Ltda. ME ficou responsável pela reforma em contrato firmado com a Prefeitura. O prazo de execução dos serviços pela empresa era de 90 dias, após a data de emissão da ordem de serviço desde o dia 21 de novembro.

O prazo se encerrou e a reforma ainda não foi concluída. Enquanto o posto de saúde não é reaberto, os pacientes que utilizavam a unidade de saúde estão sendo atendidos na Unidade de Estratégica de Saúde da Família (ESF), ‘Dr. Arthur Vieira de Rezende’, no Jardim Brasilândia e no Centro de Saúde I ‘Dr. Takashi Enokibara’.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também