• terça-feira, 14 de agosto de 2018
  • 15:05 Icone do tempo--ºC / --ºC

Internacional

16/5/2018 às 15h36

Frederick Barbieri se declara culpado por tráfico internacional de armas

Conhecido como o 'Senhor das Armas', ele foi responsável pelo envio de 60 fuzis que foram apreendidos no Aeroporto Internacional do Rio, em junho do ano passado. As armas estavam dentro de aquecedores de piscina em contêineres vindos de Miami.

Maior traficante de armas do Brasil decide colaborar com Justiça americana (Foto: Reprodução/Arquivo/TV Globo) Maior traficante de armas do Brasil decide colaborar com Justiça americana (Foto: Reprodução/Arquivo/TV Globo)

Frederick Barbieri, considerado o maior traficante de armas do país, se declarou culpado e admitiu que enviava armas para o Brasil. Ele está preso nos Estados Unidos desde fevereiro desse ano e participou de audiência nesta terça-feira (15) na Flórida.

A Justiça americana divulgou um comunicado informando que Barbieri confessou "exportar ilegalmente armas de fogo, acessórios e munição do sul da Flórida para o Rio de Janeiro.

Barbieri, considerado o "Senhor das Armas", foi responsável pelo envio de 60 fuzis para o Brasil em junho do ano passado. A polícia apreendeu as armas que estavam dentro de aquecedores de piscina em contêineres vindos de Miami.

 
Polícia encontrou fuzis no Galeão (Foto: Divulgação)

Polícia encontrou fuzis no Galeão (Foto: Divulgação)

As autoridades americanas descobriram que entre maio de 2013 e fevereiro desse ano, Barbieri se juntou a outros criminosos para obter armas de fogo com números de série adulterados e enviou essas armas por transportadoras internacionais, sem informar o que havia dentro.

O comunicado diz ainda que nem Barbieri, nem os comparsas, tinham licença ou outro documento do departamento de estado dos Estados Unidos para exportar qualquer tipo de armamento.

A Justiça da Flórida marcou para o dia 19 de julho para definir a sentença de Barbieiri, cuja pena pode chegar a até 25 anos de prisão. Fontes da promotoria da Flórida dizem que a confissão faz parte da decisão de Barbieri em colaborar com a justiça em troca de uma redução da pena.

 

O traficante é investigado desde 2009 no Brasil, no entanto, fugiu para os Estados Unidos, onde conseguiu a cidadania americana.

Desde 2015, a Justiça brasileira decretou a prisão de Barbieri por tráfico internacional de armas, mas só em junho do ano passado ele entrou para lista de procurados da Interpol.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também