• quarta-feira, 15 de agosto de 2018
  • 21:04 Icone do tempo--ºC / --ºC

Mercado

23/5/2018 às 17h18

Número de novos microempreendimentos individuais cresce 9,7% em março

Com participação de 83% no total de novas empresas criadas no Brasil, segmento dos MEIs é responsável pelo nascimento de 178.430 negócios no terceiro mês de 2018

Os microempreendedores individuais estão à frente de 178.430 novos negócios abertos em março de 2018, um avanço de 9,7% em relação a março de 2017, quando o segmento respondeu pelo nascimento de 162.694 empresas, entre as 210.724 criadas no período.

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Nascimentos de Empresas, essa participação representou 83% das 215.027 empresas nascidas no Brasil no terceiro mês deste ano e se destaca como a segunda maior já conquistada pelo segmento desde o início da realização do levantamento, em 2010.

Para os economistas da Serasa, o fraco desempenho do mercado de trabalho, com o desemprego ainda bastante elevado, tem estimulado a busca de formas alternativas de geração de renda por parte dos indivíduos, sendo uma delas a abertura de micros e pequenos negócios.

Acompanhe a evolução dos MEIs no decorrer dos anos:

Nascimentos de empresas em outras naturezas jurídicas

As Sociedades Limitadas registraram a criação de 16.659 novos negócios em março/2018, representando decréscimo de 4,9% em relação a março/2017, que contabilizou o nascimento de 17.516 empresas desta natureza.

O nascimento de Empresas Individuais caiu 56,0%, com um total de 7.797 novos negócios em março/2018; e caiu 18,6% frente ao total de 9.579 empresas abertas em fevereiro/2018.

O nascimento de novas empresas de outras naturezas teve queda de 5,0%, com 12.141 novos negócios em março/2018 contra 12.784 em março/2017.

No trimestre, foram 42.618 sociedades limitadas, 26.098 empresas individuais e 31.330 empresas de outras naturezas.

Abertura de novos negócios por setor

Em março de 2018, o segmento de serviços permaneceu como o mais atrativo para novos empreendedores, liderando com 141.859 companhias abertas, total que mantém sua participação em 66% dos nascimentos apurados.

Os 55.921 novos empreendimentos comerciais responderam por 26% das aberturas de empresas em março de 2018, indicador que se mantém em retrocesso desde o primeiro o levantamento da Serasa Experian em 2010. Nesse mesmo mês, o setor industrial obteve participação de 7,7% no total de nascimentos de empresas, com 16.606 companhias criadas.

Observa-se nos últimos oito anos um crescimento constante na participação das empresas de serviços no total de empresas que nascem no país, passando de 53,6% (março de 2010) para 66,0% (março de 2018). Já a participação do setor comercial de empresas que surgem no país tem recuado (de 35,2%, em 2010, para 26,0% em 2018). A participação das novas empresas industriais também caiu de 8,5% em 2010 para 7,7% em 2018).

Nascimento de empresas por regiões e estados

Entre as regiões brasileiras, o Sudeste segue liderando no ranking de participação, com 52,2% e 112.288 novos negócios do total de empresas nascidas em março de 2018. Na sequência figuram o Sul (17,8% e 38.267 novas empresas), o Nordeste (16,1% e 34.630 novas empresas), o Centro-Oeste (9,4% e 20.234 novas empresas) e o Norte (4,5% e 9.608 novas empresas).

A região Norte foi a única a repetir variação negativa na criação de empreendimentos. O decréscimo foi de 11,8% em março de 2018 versus março/2017. Foi identificado crescimento interanual no terceiro mês deste ano na comparação com o mesmo período do ano anterior no Sudeste (3,8%), Sul (2,5%), Nordeste (1%) e Centro-Oeste (0,9%).

Ranking das variações entre março/2017 e março/2018, por Unidades da Federação

O levantamento da Serasa Experian também confirma São Paulo na liderança dos indicadores estaduais. Em março de 2018, o estado paulista registrou 61.696 novos negócios - o equivalente a 28,7% do total de abertura de empresas no Brasil – com aumento de 4,3% em relação a março/2017.

Na segunda e terceira posições entre os estados com mais companhias criadas aparecem Minas Gerais (11,5% do total e 24.696 novos negócios), e Rio de Janeiro (9,7% do total e 20.850 novos negócios). Já o Distrito Federal fica em evidência com 18,3% de crescimento (março/2018 versus março/2017), o maior apurado nesse período e 5.156 empresas abertas no terceiro mês do ano.

Participação de cada unidade da federação no volume de novos empreendimentos em março/2018

Metodologia do estudo sobre Nascimento de Empresas

Para o levantamento do Nascimento de Empresas foi considerada a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todas as Unidades Federativas do Brasil bem como a apuração mensal dos CNPJs consultados pela primeira vez à base de dados da Serasa Experian.

 

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também