• segunda-feira, 18 de junho de 2018
  • 04:26 Icone do tempo--ºC / --ºC

Justiça

7/6/2018 às 04h22

Ministério Público instaura inquérito para apurar atividades do Centro de Controle de Zoonoses

De acordo com o promotor foram apontados problemas estruturais do prédio que necessitam de adequações, porém não foi constatada nenhuma irregularidade

O promotor do Meio Ambiente Rufino Eduardo Galindo Campos está apurando as atividades do CCZ em Dracena (Foto: Lucas Mello/JR) O promotor do Meio Ambiente Rufino Eduardo Galindo Campos está apurando as atividades do CCZ em Dracena (Foto: Lucas Mello/JR)

O Ministério Público de São Paulo por meio do promotor de justiça do Meio Ambiente de Dracena, Rufino Eduardo Galindo Campos instaurou inquérito para apurar as atividades do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Zoonoses em setembro do ano passado.

Em entrevista, o promotor contou que recebeu reclamações de munícipes quanto à possível situação de negligência/descaso e maus tratos aos animais. Ele pediu para o Instituto de Criminalística, órgão de perícia da Polícia Civil, verificar as condições da unidade. Também relatou que foi até o local, onde foi recebido pelos servidores, e não visualizou tal situação e lembrou que o CCZ não é um centro de acolhimento de animais (não é sua principal função).

De acordo com o promotor foram apontados problemas estruturais do prédio que necessitam de adequações, porém não foi constatada nenhuma irregularidade por parte dos procedimentos adotados pelo estabelecimento. O inquérito está em andamento e o promotor ressaltou que o CCZ não é o local adequado para adoção de animais e até mesmo visitação da população.

Outras Imagens:

  •  (Foto: Lucas Mello/JR)
  •  (Foto: Lucas Mello/JR)
  •  (Foto: Lucas Mello/JR)
  •  (Foto: Lucas Mello/JR)
  •  (Foto: Lucas Mello/JR)
  •  (Foto: Lucas Mello/JR)
  •  (Foto: Lucas Mello/JR)
  •  (Foto: Lucas Mello/JR)

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também