• domingo, 21 de outubro de 2018
  • 13:36 Icone do tempo--ºC / --ºC

Penitenciária

8/6/2018 às 05h02

Penitenciária Feminina de Tupi Paulista redime pena pela leitura

Projeto proporciona quatro dias de remição para cada 30 de leitura e é executado graças à parceria da SAP com a Funap e a Faculdade Reges

A região tem se destacado em ser a primeira do Estado a ter quase 100% das unidades prisionais inseridas no projeto (Foto: Assessoria) A região tem se destacado em ser a primeira do Estado a ter quase 100% das unidades prisionais inseridas no projeto (Foto: Assessoria)

Leitura e educação caminham juntas no processo de ressocialização e crescimento pessoal, mas agora trazem um benefício a mais para aqueles que se encontram reclusos: a remição de pena. O Projeto Clube de Leitura vem sendo implantado nas unidades prisionais do oeste paulista desde 2015, passando a ser executada na Penitenciária Feminina de Tupi Paulista em junho de 2017. Porém, neste ano, é que começa a gerar frutos graças à recente parceria para análise das resenhas produzidas.

Desde o mês de janeiro, o estabelecimento já formou oito turmas de leitura, com a participação de 25 reeducandas cada. Dessas, até o momento, foram analisadas seis resenhas, das quais três encaminhadas para apreciação do juiz, sendo que as demais serão enviadas posteriormente.

A região de Presidente Prudente tem se destacado em ser a primeira do Estado a ter quase 100% das unidades prisionais inseridas no projeto. Atualmente, participam 21 estabelecimentos administrados pela Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste), sendo 19 subordinados à regional da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (Funap) de Presidente Prudente e dois, à regional de Mirandópolis.

Em março, a Funap e a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) firmaram parceria com as faculdades da Rede Gonzaga de Ensino Superior (Reges) de Dracena e Osvaldo Cruz e suas conveniadas de Junqueirópolis (Unialpa) e Tupi Paulista (Cestupi). A partir de então, cada presídio e cada faculdade recebe um kit com 60 títulos literários, os quais são distribuídos entre os sentenciados, podendo gerar quatro dias de remição de pena para cada 30 dias de leitura. Todo o processo é realizado pela Funap, por intermédio de mediadores - geralmente sentenciados contratados, que se reúnem com os participantes em três ocasiões. (Assessoria de Imprensa Secretaria de Administração Penitenciária/Croeste).

 

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também