• sábado, 18 de agosto de 2018
  • 05:45 Icone do tempo--ºC / --ºC

Segurança

10/6/2018 às 11h31

Bombeiros retomam neste domingo buscas por cinco desaparecidos em naufrágios de Itaguaí

Barcos fazem varredura no mar na altura de Itaguaí, no RJ (Foto: Reprodução/TV Globo) Barcos fazem varredura no mar na altura de Itaguaí, no RJ (Foto: Reprodução/TV Globo)

Bombeiros retomam, a partir das 6h deste domingo (10), os trabalhos de buscas das vítimas dos naufrágios na Baía de Sepetiba (RJ), em frente ao Porto de Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio.

No sábado (9), militares confirmaram, por volta das 17h45, que foi encontrado mais um corpo de vítima do acidente entre as duas embarcações na madrugada de sexta-feira (8).

Até finalizaem os trabalhos no sábado, a corporação contabilizou sete os mortos e cinco pessoas permaneciam desaparecidas. À tarde, pescadores que ajudaram nas buscas encontraram a Lucas Mar, a segunda embarcação envolvida no acidente. A Milemar foi encontrada na sexta-feira.

Fora os mortos e desaparecidos, nove pessoas foram resgatadas com vida. Com uma âncora, os pescadores encontraram a Lucas Mar afundada e a 6,5 km do píer do porto.

O acidente

As embarcações de pescadores naufragaram por volta da 0h20 de sexta-feira. A Marinha e o Corpo de Bombeiros confirmaram, no dia, que seis pessoas morreram no acidente. Sobreviventes relataram que chovia e ventava muito no momento do desastre.

Pela manhã de sexta, quatro corpos haviam sido encontrados. À tarde, outros dois foram retirados do mar: um por volta das 13h45 e outro às 16h.

O Corpo de Bombeiros suspendeu as buscas aos desaparecidos por volta das 18h e retomou neste sábado, às 6h.

Relatos dos familiares

Desde a madrugada, o telefone de Aldo Barbosa não para de tocar. Com 40 anos de pesca, ele descobriu que o filho Lucas Barbosa estava entre os desaparecidos depois de receber ligações de várias pessoas falando do naufrágio. A esposa de Aldo afirmou que estranhou o filho não ter passado um rádio para ela na noite de ontem.

"Ela tentou várias vezes. Quando ela me contou, senti uma pressão no peito. Eu fui para o cais e nada", afirmou Aldo.

Parentes do ex-paraquedista do Exército Pablo Lessa Santos contaram que ele tinha o hobby de sair para pescar com o grupo que estava em um dos barcos que naufragou. Segundo a Marinha, 22 pessoas estavam nas duas embarcações no momento do naufrágio.

Vandendergue de Sousa Arizoa, cunhado de Pablo, chama a atenção para o fato de que ele tem uma tatuagem com um paraquedas e um brevê nas costas.

"Esse grupo está acostumado a fazer isso junto. Ele já pescou várias vezes à noite. A mochila foi encontrada e ele nada bem. A nossa esperança é que ele tenha tido tempo para nadar para um local", explicou o cunhado, que mostrou os pertences encontrados.

Sônia Lessa dos Santos, mãe de Pablo, espera encontrar o filho bem. "Eu estava em casa e a esposa de um dos sobreviventes foi avisar de manhã."

Desde o começo da manhã, Rosimeri Amaral busca informações sobre o cunhado, Neilton de Souza, de 57 anos. Segundo a família, pescar era uma rotina dele.

"Viemos de Nova Iguaçu, um amigo que estava junto e sobreviveu avisou para o meu filho. Ele contou que foi muito rápido, um vendaval e não deu tempo de nada, com uma chuva de granizo", explicou Rosimeri. A

Além de Pablo, Neilton e Lucas, também está desaparecido João Gomes da Silva. Ainda não havia, até o fim das buscas de sexta, as identificações de outras pessoas perdidas no mar.

 

Lista de desaparecidos

  

  • Pablo Lessa Santos
  • Neilton de Souza
  • Lucas Barbosa
  • João Gomes da Silva

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também