• terça-feira, 16 de outubro de 2018
  • 01:30 Icone do tempo--ºC / --ºC

Economia

13/6/2018 às 11h08

MEI Fácil enxerga oportunidade para negócios ligados ao maior torneio mundial de futebol

Com início dos jogos das seleções, setores de alimentação, instalação e manutenção, costura, bancas de jornal, agências de viagem e outros serviços devem ter aumento de demanda

O maior evento de futebol do planeta é também uma oportunidade de ativar a economia em diversos países, e no país do futebol não poderia ser diferente. Os mais de 30 milhões de microempreendedores individuais existentes no Brasil têm no torneio a oportunidade de aumentar suas receitas e fazer com que setores como alimentação, instalação e manutenção, costura, bancas de jornal, agências de viagem e outros, sejam impactados com as movimentações em função do evento.

A expectativa é de que a época movimente cerca de R$ 1,5 bilhões, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), no intervalo de 14 de junho até 15 de julho, quando é realizada a partida final do torneio. Espera-se um aumento de 7,9% em relação à última edição do evento, realizada no Brasil.

Para o CEO da MEI Fácil, Marcelo Moraes, a expectativa é de que diversos setores relacionados ao microempreendedorismo também sejam ativados. "É uma ótima oportunidade para que os microempreendedores intensifiquem sua atuação. Com isso, aumenta também a necessidade de uso de meios de recebimento, como maquininhas de cartão e boletos de cobrança. É possível que haja um aumento considerável no uso dessas soluções, que até pouco tempo não eram acessíveis ao pequeno empresário. Durante todo esse período estaremos ao lado de nossos clientes para auxiliá-los", conta o executivo.

 

Aumento de demanda

Para quem trabalha com alimentação, por exemplo, é hora de vender doces e outros alimentos tematizados no verde e amarelo, além de estar atento aos eventos públicos onde há o consumo de comidas e bebidas, principalmente para os microempreendedores que possuem food truck ou outros tipos de pequenos comércios.

Durante o período, instaladores e microempreendedores que trabalham com manutenção também são bastante acionados para a instalação de televisores e ambientações gerais para locais que reúnem famílias, amigos e até mesmo empresas que querem proporcionar aos seus funcionários as emoções de ver a seleção canarinho marcando seus gols.

Bandeiras, roupas estilizadas e outros adereços ganham espaços nos ateliês e oficinas dos microempreendedores que trabalham com costura. Por ser uma época em que todos querem estar de verde e amarelo, mas dando seu toque especial, há com certeza um aumento grande na demanda para esse tipo de trabalho.

Bancas de jornais, devido à venda cada vez maior de álbuns e publicações relacionadas ao campeonato, além de agências de viagens, tanto de quem quer curtir a Seleção lá na Rússia ou mesmo torcer em outros lugares do País, também devem fazer aumentar a movimentação da economia nesses setores.

 

Sobre a MEI Fácil

A MEI Fácil foi fundada em janeiro de 2017 com o objetivo de ser a grande parceira do microempreendedor individual.. A empresa já atende mais de 200 mil empreendedores, em mais de 4,5 mil cidades, e oferece auxílio em processos como a obtenção de CNPJ, notas fiscais, além de serviços financeiros simplificados e de baixo custo. Ela foi recentemente premiada pela Universidade de Columbia, nos EUA, como referência global em negócios de impacto social, primeira vez que uma startup da América Latina ganha o prêmio.

A empresa já captou mais de R$1 milhão, sendo a última rodada feita junto ao fundo de investimentos Yellow Ventures em 2017. O grupo já se prepara para uma nova rodada para 2018: "O crescimento que superou todas nossas expectativas. Hoje, 40% dos nossos clientes vêm por indicação, o que cria um efeito multiplicador em nossa base de relacionamento. Queremos, no futuro, expandir a oferta de serviços e produtos, sem perder em mente a questão da simplicidade" finaliza Marcelo.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também