• sexta-feira, 20 de julho de 2018
  • 05:34 Icone do tempo--ºC / --ºC

Governo

5/7/2018 às 18h00

Governo de SP fecha parceria com Senac para implementação do Programa Criança Feliz

Objetivo do acordo é padronizar a implementação do programa nos municípios participantes

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo (SEDS-SP) acaba de fechar acordo com o Senac para auxiliar na implementação do Programa Criança Feliz, do Governo Federal. O lançamento dessa parceria acontece hoje durante o 1º Fórum Criança Feliz, na sede do Senac, em São Paulo, das 9h às 17h.

 

De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Junior, o objetivo é garantir uma padronização em termos de melhores práticas de implementação e aplicação. “A parceria com o Senac ajudará a fazer com que o programa seja replicado com a mesma qualidade em todos os municípios do estado que aderirem ao programa e que crianças e famílias recebam 100% dos benefícios previstos”, afirmou o secretário. Atualmente, 183 municípios já aderiram ao programa, o que deve beneficiar cerca de 40 mil pessoas.

 

Para Maurício Pedro, gerente do Atendimento Corporativo do Senac São Paulo, contribuir para a implementação do programa por meio da mediação e preparação dos profissionais que o colocarão em prática é uma forma de reforçar o compromisso da instituição com o desenvolvimento e a inclusão social. “Aplicaremos toda nossa expertise em educação com uma metodologia estruturada na prática e na participação, e fundamentada em situações reais, a fim de que o programa chegue a todos os municípios participantes com as mesmas características”.

 

Fátima Justo Cortella, diretora técnica da SEDS, explica que, muitas vezes, os programas sociais podem não atingir os objetivos propostos por falta de padronização e de protocolos claros de implementação, por isso a parceria com o Senac vem agregar, de forma isenta e profissional, esses aspectos. “Acreditamos que o profissionalismo e know-how do Senac agregará um importante padrão de qualidade ao processo de implementação do Programa Criança Feliz nos municípios”, disse a diretora técnica. “Vamos padronizar etapas, multiplicar os saberes e entregar os mesmos benefícios em todas as localidades”.

 

Entre as principais atribuições do Senac estão a formação e desenvolvimento dos diferentes atores do programa, por meio de ações pedagógicas presenciais e a distância. Além disso, o Senac apoiará os comitês municipais com metodologias ativas intersetoriais e ajudará a fortalecer e integrar ações e políticas públicas voltadas para gestantes e crianças na primeira infância. “Essas ações ajudarão na formação de um importante acervo de conhecimento e de protocolos fundamentais para que o programa mantenha seus objetivos e abrangência”, acrescentou Fátima Cortella.

 

Programa Criança Feliz, criado pelo Governo Federal e sob coordenação do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), é um reforço à rede de proteção social nos primeiros mil dias de vida das crianças e articula ações das políticas de assistência social, saúde, educação, cultura, direitos humanos, tendo como fundamento a Lei nº 13.257, de 8 de março de 2016 – conhecida como Marco Legal da Primeira Infância. Já conta com mais de 13 mil visitadores domiciliares, alcançando cerca de 311,8 mil famílias em 2.144 municípios do país.

 

Para mais informações sobre o Programa Criança Feliz, acesse: http://mds.gov.br/assuntos/crianca-feliz

 

Serviço:

1º Fórum Criança Feliz do Estado de São Paulo

Público-alvo: Coordenadores municipais e técnicos das Diretorias Regionais de Assistência e Desenvolvimento Social

Data: 05 de julho de 2018

Horário: 09 às 17h

Local: Senac São Paulo - Rua Doutor Vila Nova, 228 – Centro - São Paulo - SP

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também