• domingo, 23 de setembro de 2018
  • 08:48 Icone do tempo--ºC / --ºC

Comportamento

5/7/2018 às 17h10

Aprenda a cuidar do seu pet durante os jogos

 (Foto: Divulgação) (Foto: Divulgação)

Os jogos da Copa do Mundo são mais um motivo para nos reunirmos com os amigos e a família. São dias em que saímos da rotina habitual para torcer e comemorar. Nestes momentos, nossos amigos peludos também não ficam de fora. 

 

No entanto, buzinas, cornetas, fogos de artifício, petiscos e o constante entra e sai de gente podem ser prejudiciais a cães e gatos. Tudo isso pode deixá-los incomodados, agitados e estressados e causar outros problemas mais graves. Julia Oliveira de Camargo, médica veterinária do Hospital Veterinário Dog Saúde, explica o que você pode fazer para manter seu pet longe do perigo. 

Proteja seu pet do excesso de barulho 

Buzinas e fogos de artifício podem realmente ser prejudiciais aos pets. Julia Camargo conta que os barulhos se tornam um grande incômodo aos bichanos. Isso porque eles ouvem os sons quatro vezes mais longe do que as pessoas. 

"Os animais se assustam e podem inclusive sofrer traumas sérios", destaca a veterinária. Segundo ela, animais mais sensíveis correm o risco de sentir muito medo e com isso baterem em móveis, se cortarem ou, em alguns casos, se machucarem gravemente, o que pode causar até a morte. 

Para proteger os animais, Julia recomenda colocar algodão nos ouvidos, deixá-los em um quatro fechado sem janelas e ligar uma televisão ou música em volume mais alto. Ela conta que existe também uma técnica chamada de telling touch, que ajuda a diminuir o estresse. Nela, um pano é amarrado no corpo do animal e isso faz com que ele sinta como se estivesse sendo abraçado. 

"Estudos feitos por diversos anos comprovam que quando feita corretamente, a técnica traz tranquilidade, tirando os bichinhos do estado de agitação", afirma. 

Petiscos podem causar intoxicação alimentar 

Petiscos como pipoca, amendoim e outras guloseimas, que os humanos adoram comer durante os jogos, devem ficar bem longe dos cães e gatos. A médica veterinária alerta que esses alimentos são prejudiciais e podem causar intoxicação em grandes quantidades. "Mesmo em pequenas quantidades eles devem ser evitados pois podem provocar problemas de pele, coceira, diabetes e sobrepeso", completa. 

 

Agitação e mudança na rotina deixam os animais estressados 

Durante os jogos da copa, pode ser que a rotina da família mude e o animal fique exposto a mais pessoas, conversas altas e barulhos. Para que o animal não se estresse, a veterinária sugere que ele fique em um localmais reservado e quieto. 

"Em situações de agitação extrema, remédios calmantes podem ser administrados, mas isso só pode ser feito com a orientação de um médico veterinário", reitera. A veterinária diz que os tutores devem ficar atentos com o estado físico e emocional de seus animais durante os jogos e procurar ajuda de um especialista caso seja necessário.

 

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também