• sexta-feira, 20 de julho de 2018
  • 13:25 Icone do tempo--ºC / --ºC

Cotidiano

10/7/2018 às 14h57

Galo vira atração ao passear no teto de carro no interior de SP: 'É um filho que tenho', diz dono

Idoso de 71 anos afirma que relacionamento com a ave é como se fosse de pai e filho. Vídeo de um dos passeios da dupla viralizou em grupos do WhatsApp.

 (Foto: G1) (Foto: G1)

Os passeios dominicais de um aposentado e seu galo de estimação têm se tornado atração em Castilho (SP), cidade do noroeste paulista que tem cerca de 20 mil habitantes.

Há oito meses, o aposentado Juscelino Ferreira e o Tuniquinho, um galo, são flagrados em uma cena inusitada pelos moradores: a ave gosta de passear no teto de um carro e um vídeo de um dos passeios da dupla viralizou nos grupos do WhatsApp.

“Tenho o galo e um cachorrinho de estimação em casa. Mas eu tenho que passear direto com o Tuniquinho porque ele fica me 'enchendo o saco', querendo ir para a rua toda hora. Aí agora ele já acostumou a andar de carro”, contou o aposentado em entrevista ao G1.

Ainda conforme o morador, todos os dias são propícios para o passeio, mas normalmente a dupla sai passear de carro aos domingos.

“O pessoal aqui da cidade já até se acostumou com isso, mas eles comentam bastante, acham diferente porque é algo curioso, algo de sítio.”

Ainda de acordo com o aposentado, o amor pela ave surgiu quando um galo que ele tinha foi furtado. “Foi quando eu adotei o Tuniquinho ainda filhote, com apenas um mês”, lembra.

“Ele se adaptou bem comigo porque sempre dei muito carinho. Praticamente virei o pai dele. É uma relação de pai e filho, uma relação especial. É um filho que eu tenho.” 

Para fortalecer o relacionamento da dupla, Juscelino garante que precisa passear com a ave. “É o que o Tuniquinho mais gosta de fazer. Quando a gente sai de carro, ele anda no banco, mas também gosta de ficar no teto. Eu não sei como ele consegue se equilibrar em cima do carro, só não posso andar em alta velocidade”, explica.

Morador da cidade há 47 anos, Marcelo Rogério Cândido contou ao G1 que achou curioso quando se deparou com a cena pela primeira vez.

“É uma coisa estranha, mas a gente acostumou fácil. Direto ele passeia com o galo, fica com ele no colo. É bem coisa de interior”, confirma.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também