Recinto das Onças - Refúgio Biológico Bela Vista,Panthera onca; RBV; conservacao; especie ameacada de extincao; fauna; filhote; onça; preservação; reprodução (Alexandre Marchetti / Itaipu Binacional)

O Refúgio Biológico Bela Vista, dentro da área de reserva do lado brasileiro da Usina Hidrelétrica de Itaipu, no Paraná, anunciou ontem o nascimento de dois filhotes de onças-pintadas (Panthera onca). Uma fêmea melânica, de pelugem negra, e um macho pintado.

Segundo o veterinário da Divisão de Áreas Protegidas da empresa, Zalmir Cubas, os filhotes nasceram entre os dias 1º e 2 de junho, mas foi necessário aguardar alguns dias para pesar, medir e implantar chips de identificação nos filhotes, sem estressar a mãe.

“Eles são saudáveis e pesam cerca de 3,5 quilos, mas permanecerão reclusos com a mãe, separados do pai, por mais três meses para que possam ganhar peso e enfrentar com tranquilidade essa primeira fase de desenvolvimento”, disse Cubas.

Os filhotes são irmãos da Cacau, que nasceu em 2016, com a chegada da fêmea Nena à reserva. Na época, os profissionais buscavam uma parceira para o macho Valente, então com 9 anos de idade, e acabaram recebendo Nena de outra instituição de preservação da espécie.

Nena, que é pintada, logo gerou dois filhotes melânicos, como Valente, mas apenas Cacau, hoje com três anos de idade, sobreviveu. O veterinário acredita, que desta vez os dois filhotes devem desenvolver.

“A Nena agora é uma mãe experiente e está mais zelosa com os filhos”, opinou.

Com a chegada dos novos integrantes, a equipe da reserva de Itaipu começa a estudar a possibilidade de desenvolver um programa de repovoamento da espécie, no bioma da Bacia do Rio Paraná.