Raul e o amigo de infância da despedida de Pelé, no Cosmos quando ele vestiu a camisa do Amigão, equipe de veteranos da ABD (Redes Sociais)

Foi sepultado na tarde de quarta-feira, 25, no cemitério São Benedito, em Bauru, o corpo do ex-morador de Dracena, Raul Marçal da Silva, amigo de infância do rei do futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.

Raul faleceu aos 79 anos em Bauru, vítima de problemas cardíacos, após permanecer internado por um período de um mês.

Raul Marçal foi sócio da Tipografia Jóia juntamente com Naélcio Forato em Dracena de 1974 até 24 de janeiro de 1986.

Naélcio foi a Bauru no velório e sepultamento do ex-sócio e falou ontem, 26, com a reportagem do JR e Portal Regional, por telefone, que Raul antes de morar em Dracena foi vendedor da Tilibra quando Pelé arrumou emprego para ele em um banco de Santos. Depois Raul voltou para Adamantina e, em seguida, se mudou para Dracena, onde foi sócio na Jóia, após foi para Joinville, e em seguida voltou para Dracena em 1974 onde ficou até 1986, e em 1990 foi para Bauru onde residiu com os familiares até o seu falecimento.

Raulzinho como era chamado Raul Marçal no futebol de pelada em Bauru jogou quando criança com Pelé. Segundo Naélcio Forato, a mãe de Raul consertava os calções dele e do Pelé para eles jogarem, porque eram vizinhos em Bauru.

Em 1975, Raul que em Dracena foi integrante do Lions Clube, jogou no tradicional clube do Amigão da ABD, foi convidado juntamente com a irmã, com mais 20 amigos de Pelé para assistir a despedida do rei no Futebol pelo time do Cosmos de Nova York. Naélcio conta que as despesas da viagem de Raul e da irmã dele foram pagas pelo Cosmos. No jogo de despedida Pelé tirou uma foto ao lado de Raul vestindo a camisa do Amigão de Dracena.

Pelé disse para Raul que viria um dia jogar no Amigão da ABD, mas nunca cumpriu a promessa. Não há informações se Pelé pelo menos mandou uma coroa ao velório do amigo de infância ou se esqueceu. Naélcio Forato resumiu em poucas palavras as boas qualidades do ex-sócio Raul. “Era uma pessoa nota 10 e amigão de Pelé”, comentou.

Raul Marçal deixa a esposa Célia Celeste Zaratini da Silva e os filhos Rauce, Adriana, Luciana e João Olavo e oito netos.