Defensivos agrícolas empregados no manejo das florestas de eucalipto existentes na região de Brasilândia apreendidos em uma casa (Cedida/Polícia Civil)

Uma denúncia anônima levou a Polícia Civil até uma casa na Avenida da Aviação, na cidade de Brasilândia-MS, onde foram apreendidos defensivos agrícolas empregados no manejo das florestas de eucalipto existentes na região.

Dois suspeitos foram presos, em princípio, por crime ambiental consistente no armazenamento do produto nocivo à saúde em desacordo com a legislação ambiental. Um dos autuados, de 34 anos, exerce função de encarregado em uma das frentes de trabalho de uma empresa de manejo florestal que figura como vítima em ao menos 10 ocorrências de furto de defensivos nos últimos meses.

O outro preso, 24 anos, é servidor da mesma empresa, subordinado ao de 34 anos. Durante as diligências os agentes verificaram que ele permanecia do lado de fora da casa observando a movimentação policial.

A Polícia Civil apura se os defensivos foram subtraídos de terceiros ou desviados da própria empresa para alimentar o comércio paralelo, muito lucrativo na região, dado o valor elevado desse tipo de material.

A pena para o crime ambiental é de 1 a 4 anos. Caso não recolham a fiança estipulada pelo delegado de polícia, de R$ 5.000,00 cada, os autuados devem permanecer recolhidos até a audiência de custódia. O homem de 34 anos já tem diversas passagens por crimes de furto e por associação criminosa.

A Polícia Civil solicita que a população continue denunciando pelo disque denúncia, que recebe informações também pelo WhatsApp. O anonimato é garantido. O telefone para denúncias é 67 99987 9169 ou 99919 5990.