Na Operação República, foram captadas 811 imagens de radar decorrentes de excesso de velocidade em rodovias nos 56 municípios da região (Imagens: Cedidas/PM Rodoviária).

Neste domingo (17), último dia da Operação República 2019, equipes da Polícia Militar Rodoviária flagraram motoristas transitando pelas rodovias da região em velocidade de até 152 km/h. Os excessos foram registrados na fiscalização rodoviária com o emprego de radares.

A Operação República foi realizada a partir de 0h01 do dia 14 de novembro às 23h59 deste domingo (17), nos 1.344,525 Km de rodovias em 56 municípios das regiões de Presidente Prudente, Adamantina, Dracena e Presidente Venceslau.

Nesse período, de acordo com o balanço divulgado hoje (18) pela Segunda Companhia de Polícia Rodoviária, foram captadas 811 imagens de radar decorrentes de excesso de velocidade.

Somente no domingo (17), último dia da operação, foram constatados 232 veículos transitando acima do limite de velocidade permitido pela via, sendo 112 destes na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) e o restante divididos na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) e Raposo Tavares (SP-270).

Em nota, a PM Rodoviária destaca que a defesa da vida também passa pela conscientização dos motoristas para se aterem ao limite de velocidade regulamentado pela via.

(Foto: Cedida/PM Rodoviária).

Outros números da Operação República

O balanço da Operação República revela outros dados sobre as ações do policiamento rodoviário na região. No período entre 0h01 do dia 14 de novembro às 23h59 deste domingo (17) foram fiscalizados 1.638 veículos e registrados 22 acidentes, sendo nenhum deles com vítima fatal.

Foram realizados 987 testes do bafômetro e emitidas 581 autuações, a maioria delas emitida por ultrapassagens em locais proibidos e o não uso do cinto de segurança.

Os números divulgados pela PM Rodoviária permitem ainda extrair um balanço comparativo da operação entre os anos de 2018 e 2019. O quadro abaixo ilustra onde houve queda e crescimento das ocorrências e infrações, bem como onde os números permaneceram inalterados, nos dois anos. Veja: