Sargento Douglas Emerson Dias dos Santos, agora trabalhando na segurança presidencial em Brasília (Divulgação)

O sargento Douglas Emerson Dias dos Santos, ex-instrutor do Tiro de Guerra de Dracena, que atualmente integra a guarda do presidente Jair Bolsonaro, esteve na ‘Cidade Milagre’ por quatro dias onde passou o final de ano com a família.

Ele disse que sempre que vem a Dracena, tem a expectativa de encontrar todos os amigos, mas sabe que isso é praticamente impossível.

O sargento Douglas afirmou que nesses quatro dias pôde rever muitas pessoas boas com quem fez amizades quando foi instrutor do Tiro de Guerra. “Aqui deixei muitos amigos e quero aproveitar essa oportunidade e desejar um ano novo de paz, saúde e prosperidade para todos os dracenenses e dizer que sempre é uma satisfação estar aqui. Rever as pessoas que colaboraram muito com a minha chefia no Tiro de Guerra e também com a amizade de uma maneira geral. Grande abraço, fiquem com Deus e até a próxima oportunidade”, comentou o sargento Douglas.

O sargento explicou que o Departamento de Segurança é vinculado ao Gabinete de Segurança Institucional da Segurança da República (GSI) chefiado pelo general Heleno.

Douglas disse ainda que a segurança presidencial é composta por militares das três forças (Exército, Marinha e Aeronáutica), Polícia Federal, Rodoviária Federal e pelas Polícias Civil e Militar do Distrito Federal.

Informou que para integrar o grupo passa por uma seleção analisada por especialistas.

Douglas ele é especialista em tiro tático e em atividades de defesa pessoal e segurança de autoridades, onde é instrutor em Brasília. “O pessoal recebe um treinamento que é feito anualmente, tipo estágio de formação para nivelar o conhecimento, adaptação e o conhecimento de legislação que ampara a atividade de segurança presidencial. A missão geral do segurança é prover a segurança do presidente, vice-presidente e os familiares e também as autoridades definidas pela presidência”, explicou o sargento.