Dr. Eliandro dos Santos, delegado de polícia disse que irá mais fundo no caso (Arquivo/JR)

A Polícia Civil, em menos de 24 horas de investigações, conseguiu informações que ajudaram a localizar e identificar a mulher envolvida no caso do feto encontrado na segunda-feira, 6, pela manhã, em uma grade da bomba de recalque de esgoto da lagoa de tratamento de Monte Castelo. Ela reside em Monte Castelo, tem 26 anos, é solteira, mora com o avô e já tem uma filha de 1 ano e meio.

A mulher prestou depoimento ontem de aproximadamente uma hora na Polícia Civil. Disse ao delegado Eliandro dos Santos que percebeu a gravidez há pouco tempo e teve aborto espontâneo no sábado, 4, à noite, quando o feto caiu dentro do vaso sanitário e, em seguida ela deu descarga e ele foi parar no esgoto onde foi encontrado.

O delegado Eliandro afirmou ao JR por telefone que acredita que a mulher está mentindo e vai continuar investigando o caso. “Ela está mentindo, não notei nenhum arrependimento, vou mais a fundo”, ressaltou o delegado.

Eliandro dos Santos explicou ainda que vai continuar as investigações visando apurar se ela tomou ou não algum medicamento abortivo e aguarda os laudos dos exames feitos no feto.