Expectativa é que possa aumentar até 70% da produção (Vanessa Matsumoto/JR)

As indústrias dracenenses seguem com o ritmo acelerado na expectativa de aquecimento da economia nacional em 2020. A reportagem do Jornal Regional visitou a indústria de vidros temperados Tempersul Vidrosul e conversou com Amarildo Rugani sobre a visão do empreendedor para o ano que está iniciando.

“2020 promete ser um ano muito bom para todos nós. É o que estamos prevendo desde o ano passado. Graças a isso, estamos colocando em prática diversos planejamentos traçados no ano passado para melhorarmos nossos rendimentos”, disse Rugani.

Para ele, Dracena é uma cidade que comporta investimentos grandes. “Hoje estamos entre as 10 maiores empresas do ramo no Brasil. Vendemos para cinco estados. Dracena tem uma capacidade muito grande, além de ser um polo interessante”, disse o empreendedor.

Desde 1991 no ramo de vidros temperados, Rugani quer aumentar a capacidade de produção para consequentemente aumentar a capacidade comercial da empresa. “Estamos sempre em processo de expansão. Terminamos recentemente um barracão. Iremos construir outro para comportar uma máquina que estamos importando da Itália. Com essa máquina poderemos aumentar nosso rendimento em até 70%”, relata Rugani.

Segundo ele, o equipamento vai ter a capacidade de temperar vidros em até quatro minutos. “Esse é o nosso diferencial e o que faz estarmos entre as maiores do Brasil. Vidro são todos iguais. Agora temperá-los é que define a qualidade do produto. Temos garantias, rastreamos todos os lotes. Isso faz diferença”, finalizou Rugani.