A informação partiu do Serviço Copernicus de Mudanças Climáticas (Reprodução/Pixabay)

O ano de 2020 começou com o janeiro mais quente já registrado no mundo, com temperaturas um pouco superiores às do primeiro mês de 2016, informou o Serviço Copernicus de Mudanças Climáticas.

De acordo com os dados, em janeiro do ano passado, a temperatura média do planeta superou em 0,03ºC a registrada em janeiro de 2016 e foi 0,77°C mais quente que a média para o primeiro mês do ano no período de referência de 1981-2010.

O Copernicus ainda informou que a maioria dos continentes experimentaram temperaturas acima da média, especialmente na Europa, que atingiu 3,1ºC a mais que o registrado entre 1981-2010. Já em parte da Rússia e na Escandinávia, o aumento foi de 6ºC.

Em contraste, no hemisfério sul do planeta, vários países, incluindo Austrália, Madagáscar e Moçambique, têm enfrentado muito mais chuvas do que a média. No Ártico e Antártica, por sua vez, tiveram que lidar com coberturas de gelo abaixo da média do período de referência. (Com informações ANSA)