Denise Bueno, coordenadora do curso de Educação Física, relatou o diferencial do curso dracenense e o coordenador Alessandro Fornari, de Análise e Desenvolvimento de Sistemas informou que nos últimos anos, o mercado cresceu cerca de 300% (Vanessa Matsumoto/JR)

A Unifadra está com as últimas vagas para a inscrição do vestibular agendado 2020. É a reta final para se inscrever e se matricular em um curso superior ainda este ano. As inscrições estão sendo realizadas tanto no portal (fundec.edu.br), como presencialmente na sede da faculdade (Rua Bahia, 332, Bairro Metrópole – Dracena/SP).

As opções de curso são os mais diversos, tanto presenciais como a distância. Os presenciais são: Análise e Desenvolvimento de SistemasArtes VisuaisCiências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Letras, Matemática, MedicinaPedagogia, Psicologia e Serviço Social. O vestibular agendado é a última forma de se matricular em alguns desses cursos.

Hoje a Unifadra conta com alunos das mais diversas regiões do país. Com grande infraestrutura e um corpo docente qualificado, são mais de 50 anos de tradição e qualidade na formação.

Os coordenadores do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Educação Física visitaram a redação do Jornal Regional e falaram sobre mercado de trabalho e oportunidades que um curso de nível superior pode proporcionar.

Denise Bueno, coordenadora do curso de Educação Física, relata o diferencial do curso dracenense. “A nossa principal vantagem é que oferecemos o curso de licenciatura e bacharelado em quatro anos. São poucas universidades que oferecem esse tipo curso”, disse ela.

O mercado de trabalho para educadores físicos vive uma grande transformação. Hoje, eles se enquadram na área da saúde, o que abriu diversas oportunidades de mercado. “Hoje o campo de trabalho é vasto. Com essa mudança, um educador físico se enquadra em programas do SUS (Sistema Único de Saúde), pode ser um profissional autônomo, pode trabalhar em escolas, academias ou se especializar. Então posso dizer que área de atuação não falta. Sem contar o crescimento da ‘vida fit’ que vemos hoje”, finalizou.

Alessandro Fornari é coordenador do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. O curso de duração de três anos tem nível superior. Em pouco tempo pode se tornar um profissional. “Hoje o mercado de tecnologia cresce muito. É muito difícil não vermos um setor que não precise de alguém qualificado. Todos alunos que formamos são absorvidos pelo mercado, pois faltam profissionais nesse segmento”, disse o coordenador.

Além da possibilidade de ser um profissional autônomo, segundo Fornari, hoje o mercado conta com 198 mil vagas abertas. “Em todo país existe o crescimento desse mercado. Nos últimos anos cresceu cerca de 300%. Hoje a população tem smartphones nas mãos o tempo todo, então são necessários profissionais para as aplicações, por exemplo. Sem contar as StartUps, uma possibilidade em amplo crescimento. Além disso, hoje existem vários tipos de problemas com roubo de dados. Um profissional que se especializa em segurança digital pode ter um leque de opções gigante”, finalizou Fornari.

Fernando Nunes, diretor de comunicação da Fundec acompanhou Denise e Alessandro na visita (Vanessa Matsumoto/JR)