Durante a visita à Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia (FSNT): diretor da Fatec prof. dr. Carlos Eduardo de M. Otoboni; prof. dr. Enno Bahrs; Érik dos Santos Harada; presidente da FSNT, Jiro Nishimura, Elaine Bernardes e o professor da Fatec dr. Hannes Fischer (Divulgação)

A importância da agricultura praticada no Brasil e também a representativa do interior paulista para o desenvolvimento do setor, tanto no âmbito regional quanto nacional puderam ser observadas pelo professor alemão doutor Enno Bahrs, que esteve no mês de janeiro em visita a FCAT Unesp Dracena. Ele aproveitou a estada no município para conferir outras cidades, como Tupã e Pompeia.

Segundo a professora doutora Elaine Mendonça Bernardes, da FCAT, o doutor Enno Bahrs levou para a Europa uma visão bastante positiva da agricultura desenvolvida no País, e principalmente, do modo muito profissional como está sendo trabalhada.

Há poucos dias, o JR e o Portal Regional noticiou a visita do doutor alemão à FCAT e à Usina Viralcool, além desses locais ele esteve também na empresa Beatrice Peanuts, exportadora de amendoins em Tupã e na Fundação e Fatec Shunji Nishimura de Tecnologia, em Pompeia.

A professora Elaine ressaltou que as visitas tiveram por objetivo atender à solicitação do professor Bahrs. Segundo ela, o professor Bahrs chefia o departamento de Administração Rural no Institute of Farm Management, da Universidade de Hohenheim, em Stuttgart. “O roteiro da visita foi inserido em sua viagem pela América do Sul, com o objetivo de conhecer produção de grãos (convencional e orgânica), sistemas manejo de pastagens e empresas processadoras de alimentos. A visita à Fundação Nishimura ocorreu em função da preocupação do professor Bahrs com o papel da educação para os desafios da agricultura digital”.

A professora destacou que foram muito bem recebidos tanto na empresa exportadora (Beatrice Peanuts) em Tupã quanto na Fundação e Fatec Shunji Nishimura e que os profissionais que os atenderam não mediram esforços para esclarecer as dúvidas que surgiam. “Essa atitude em muito contribuiu para a visão positiva que o professor levou para a Alemanha. Outras empresas visitadas localizam-se na região de Avaré e de São Carlos”.

Para o zootecnista Érik dos Santos Harada, aluno de pós-graduação da FCAT, a oportunidade de acompanhar a visita em Tupã e em Pompeia possibilitou uma visão de “como a nossa região tem uma grande importância para o desenvolvimento da agricultura, tanto no âmbito regional como nacional”.

Para Érik, o contato com o dr. Bahrs foi uma troca de experiências e fez com que sua rede de contatos profissionais ampliasse, trazendo mais experiência extracurricular. O aluno teve a oportunidade de explicar e exemplificar a sua área de atuação para o dr. Bahrs, falando também da influência da região de Tupã para a avicultura de postura no Brasil.

A professora citou que o professor Bahrs se surpreendeu também com a diversidade de culturas agrícolas e áreas de mata que visualizou – particularmente em proteção às nascentes – ao longo da viagem pelo Estado de São Paulo.

Segundo a professora, esses dois aspectos destacados por ele – o profissionalismo e a diversidade existente – são pontos fortes que precisam ser evidenciados para os formadores de opinião europeus e, ainda, podem reforçar a inserção de brasileiros em pesquisas de enfoque global.

Professora doutora Elaine Bernardes ao lado do aluno da pós-graduação da FCAT Unesp Dracena, Érik dos Santos Harada, do professor alemão Enno Bahrs e do gerente operacional Pablo Rivera (Divulgação)