(Governo Federal/Flickr/Divulgação)

O pagamento do Bolsa Família, programa que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade, começou ontem, 12. Ao todo, 1.391.574 famílias de São Paulo irão receber R$ 241,7 milhões do governo federal. O valor médio do benefício no Estado, de R$ 173,69, é fundamental para a subsistência da população mais vulnerável, já que o complemento da renda — um dos eixos do programa — garante o alívio mais imediato da pobreza.

Na região de Dracena, a cidade que tem mais habitantes que receberão o benefício é Panorama, com 952 famílias aptas ao recurso. O valor total pago para lá corresponde a R$ 161.609,00.

A cidade sede – Dracena – por sua vez tem inscritas para receber neste mês, 736 famílias, sendo um total de R$ 108.760,00.

Confira o pagamento na região de Dracena

Dracena

736 famílias

total R$ 108.760,00

benefício médio 147,77

Flora Rica

72

R$ R$ 11.382,00

158,00

Irapuru

403

R$ 70.636,00

175,28

Junqueirópolis

793

R$ 161.679,00

203,88

Monte Castelo

171

R$ 27.514,00

R$ 160,90

Nova Guataporanga

162

R$ 31.171,00

192,41

Ouro Verde

799

R$ 185.590,00

232,28

Pacaembu

325

R$ 61.493,00

189,21

Panorama

952

R$ 161.609,00

169,76

Pauliceia

584

R$ 108.770,00

186,25

Santa Mercedes

141

R$ 25.685,00

182,16

São João do Pau D’Alho

100

R$ 18.383,00

183,83

Tupi Paulista

298

R$ 51.739,00

173,62

Pagamento escalonado

O pagamento do benefício segue um calendário escalonado. Para saber o dia do pagamento, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do programa. Os que terminam com final 1 podem sacar o dinheiro no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no segundo dia — e assim por diante. Este mês, o pagamento vai até o dia 28. Em função do feriado do Carnaval, os pagamentos serão interrompidos entre os dias 22 e 26 — e retomados no dia 27.

Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de três meses. Para saber a data exata do pagamento, clique aqui ou acesse: facebook.com/bolsafamilia.

Sobre o Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa do governo federal que atende famílias em condições de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa; ou cuja renda per capita esteja entre R$ 89,01 e R$ 178, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Além do complemento de renda, o programa trabalha sob os eixos de “Acesso a direitos” — as famílias devem cumprir compromissos que reforçam o acesso à educação, à saúde e à assistência social — e de “Articulação com outras ações” — os gestores integram e articulam várias políticas sociais, estimulando o desenvolvimento das famílias e contribuindo para a superação das situações de vulnerabilidade e pobreza.

Para integrar o programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência. Para mais informações, acesse o portal do Ministério da Cidadania. (Com informações/Assessoria de Comunicação Ministério da Cidadania)