Cedida/ Ass. Artesp

Foco da ação foi encontrar irregularidades cometidas pelos veículos não autorizados pela agência 

A equipe de fiscalização de Transporte Coletivo Intermunicipal da ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo realizou nesta terça-feira (15/09) operações na região de Presidente Prudente. O objetivo foi detectar irregularidades e veículos não autorizados. A ação foi realizada em dois pontos: no km 561 da Rodovia Raposo Tavares (SP 270) e no km 32 da Rodovia Júlio Budisk (SP 501), em Alfredo Marcondes.

Na SP 270, foram 11 veículos inspecionados, sendo um retido por transporte interestadual de passageiros sem autorização do órgão competente. Já na SP 501, foram fiscalizados dois veículos, sendo um retido por transporte interestadual de passageiros sem autorização do órgão competente.

“A operação realizada pela ARTESP em Presidente Prudente e nas regiões próximas teve como objetivo analisar as documentações dos veículos, além de verificar o uso obrigatório de máscaras e cintos de segurança. Também orientamos os motoristas a informar aos passageiros que não devem tirar a máscara durante o percurso e nem desafivelar o cinto de segurança. Diante do aumento progressivo da retomada das atividades, da mudança de fase dos municípios e do aumento da demanda de usuários e de passageiros, estamos verificando se as empresas estão atendendo esse aumento, pois o protocolo para enfrentamento da pandemia estabeleceu que elas poderiam ficar um terço de seus horários, eliminando os outros. Essa retomada dos horários deve atender aos usuários e dessa forma restabelecer a normalidade dos horários. Já na região de Ribeirão Preto, a ARTESP já realizou  mais de 40 operações no local tendo como resultado: autuações, retenções e notificações”, afirma Reonaldo Raitz Leandro, Superintendente de Fiscalização da Diretoria de Procedimentos e Logística da ARTESP.

A ação faz parte de uma intensa série de fiscalizações que a Agência Reguladora está realizando nas últimas semanas, com apoio de diversos órgãos. A operação contou com o apoio da Polícia Militar Rodoviária.