Prefeito Juliano explicou na rede social da Prefeitura sobre a decisão Reprodução/Facebook

O prefeito Juliano Bertolini informou na rede social da Prefeitura de Dracena, neste início de tarde, que decidiu pelo não retorno presencial das aulas neste ano na cidade.

O Estado deixou a decisão para ser tomada pelos municípios.

Bertolini explicou que para esta decisão foi desenvolvida uma ampla pesquisa da Educação na rede municipal, estadual, particular e superior, com pais, professores, profissionais da área de Educação e alunos para saber a opinião deles quanto ao retorno ou não.

“Acima de 78% das respostas ratificaram a decisão pelo não retorno, mas tomamos o cuidado de também ter um parecer técnico da Secretaria Municipal de Saúde em relação ao enfrentamento da pandemia e a possibilidade de retorno ou não dessas aulas, e o enfrentamento que tivemos durante esse período principalmente ao forte trabalho de isolamento social, em relação as pessoas com algum tipo de comorbidade, aos idosos e as crianças, tornaram o nosso município estar estável em relação ao enfrentamento do combate e por isso a decisão pelo não retorno das aulas”.

O prefeito citou ainda que o Plano São Paulo de Flexibilização estabelece também as instituições de curso superior, o facultativo em retorno ou não dessas aulas presenciais em até 35% dos alunos seguindo rigidamente os protocolos sanitários.