Moradores da rua Princesa Isabel, na Vila Barros, em Dracena, entraram em contato com a reportagem do Jornal Regional para reclamar de uma casa, que segundo eles, está abandonada na referida rua, no número 543. No local, o muro está caído, há mato alto e uma tulha no quintal, que colabora para a proliferação de animais peçonhentos e mosquitos.

Uma moradora, que tem uma filha de um ano, contou que a casa dela fica cheia de carrapatos, o que a deixa preocupada, além disso, os familiares já tiveram dengue.

A reportagem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Dracena, que enviou a seguinte nota, veja na íntegra.

NOTA – A Prefeitura de Dracena, por meio do Setor de Fiscalização, informa que o lote já foi notificado no dia 16 de outubro deste ano. Na sexta-feira (09) os funcionários da Prefeitura retornarão ao local para averiguar se o terreno foi limpo, pois ainda nada foi feito.

Caso o contribuinte não efetue a limpeza até a data, o mesmo será multado, e, a municipalidade enviará um comunicado à Secretaria Municipal de Agricultura, que estará tomando as providências para a limpeza do lote.

A Secretaria de Agricultura ressalta que, conforme Lei Municipal nº 3.091, de 26 de Julho de 2002, responsabiliza-se o proprietário pela retirada de galhos e folhas no mesmo dia, e ainda quaisquer danos causados a rede elétrica, telefônica, veículos, imóveis, guias e sarjetas. Nesse setor do bairro Vila Barros, a coleta de folhas é realizada toda sexta-feira.

A casa na rua Princesa Isabel está com o muro está caído, mato alto e uma tulha no quintal que colabora para a proliferação de animais peçonhentos e mosquitos (Lucas Mello/Portal Regional)

Por fim, a Secretaria de Agricultura declara que, nesse caso especifico, já foi tomada providência junto ao Setor de Fiscalização para notificar o proprietário, sendo identificado que um vizinho é quem está jogando entulhos em frente ao numero 543.

 

 

A casa na rua Princesa Isabel está com o muro está caído, mato alto e uma tulha no quintal que colabora para a proliferação de animais peçonhentos e mosquitos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome