Maio não é só o mês das noivas como é popularmente chamado, mas também o mês de Maria, mês das mães. Isso porque no segundo domingo de maio comemora-se o dia das Mães e no dia 13 de maio o dia de Nossa Senhora de Fátima.

Em Dracena, o Santuário Diocesano Nossa Senhora de Fátima, localizado na Vila Barros, promove desde o último dia 4 novena em homenagem à santa. As orações prosseguem até este domingo, dia 12, sempre às 15h.

Na segunda-feira, 13, haverá missa e coroação a Nossa Senhora de Fátima às 19h30, no Santuário, celebrado pelo responsável padre Wilson.

Em maio de 1917 o Papa Bento XV, em meio a Primeira Guerra Mundial convocou todos os católicos para se unirem em oração e pedirem a Nossa Senhora que intercedesse na guerra e trouxesse paz para aquele momento. E foi a partir daí que começa a história de Nossa Senhora de Fátima.

História de Nossa Senhora de Fátima

Oito dias após a convocação do Papa, em resposta as orações, Nossa Senhora de Fátima fez sua primeira aparição em 13 de maio de 1917 na pequena aldeia de Fátima em Portugal. Em um local chamado “Cova de Iria”, ela apareceu para três pequenos pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta.

Por volta de meio-dia eles brincavam pelo campo enquanto cuidavam de um pequeno rebanho quando pararam para rezar o terço, como já era de costume. Queriam voltar logo para a brincadeira e por isso rezaram à moda deles e rapidamente voltaram para o campo e foi quando viram um clarão bem similar ao de relâmpagos.

Acharam que ia chover e por isso se recolheram para ir embora e foi quando viram um segundo clarão em cima da copa de uma árvore (chamada azinheira) e em seguida viram Nossa Senhora de Fátima. Assustados, quiseram correr, mas Nossa Senhora logo os tranquilizou e pedindo que não tivessem medo, pois ela vinha do Céu.

Segundo relato dos próprios pastorinhos, a visão era de uma “Senhora mais brilhante que o Sol”, e em suas mãos pendia um Rosário. Serena e tranquila disse às crianças:

“Vim para pedir que venhais aqui seis meses seguidos, sempre no dia 13, a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero. Em seguida, voltarei aqui ainda uma sétima vez.”

E as aparições aconteceram sete meses seguintes conforme o prometido.

Antes de ir embora, Nossa Senhora de Fátima ainda ressaltou: “Rezem o Terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo, e o fim da guerra.” (Com informações obtidas através do site Nossa Sagrada Família)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome