A primeira etapa da campanha de vacinação com dose reduzida (de 5 ml para 2 ml) contra a febre aftosa em São Paulo já começou e segue até o dia 31 de maio. Nesta fase, a imunização abrange todo o rebanho de bovinos e bubalinos.

Em Dracena, os pecuaristas e produtores rurais não estão deixando para a última hora e a procura pelas doses já é intensa nas lojas cadastradas.

“Desde o primeiro dia já estamos vendendo bem, vamos fazer mais pedidos da vacina”, afirmou o proprietário de uma agroveterinária no centro da cidade, João Carlos Scaliante.

As vacinas devem ser mantidas refrigeradas (2ºC a 8°C), ou seja, devem ser acondicionadas em geladeira ou isopor com gelo (neste caso em espaço suficiente para acondicionar as vacinas e a pistola de aplicação).

A estimativa é de que existam em torno de 4.141 produtores com 345.105 animais, na região de Dracena que corresponde a 16 municípios, conforme dados do Escritório de Defesa Agropecuária (EDA).

A declaração de vacina deve ser feita até o dia 7 de junho em formulário próprio nas unidades de Defesa Agropecuária mais próxima ou pela internet no site do GEDAVE (Gestão de Defesa Animal e Vegetal).

A multa para quem deixar de aplicar a vacina é de R$ 132,65 por cabeça e 79,59 por deixar de declarar a vacina.

As doses da vacina devem ficar acondicionadas em geladeira (Lucas Mello/JR)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome