Queridinho nas padarias, o café coado ou filtrado é uma das bebidas mais consumidas nesta época do ano com temperaturas mais amenas. “O consumo do cafezinho praticamente dobra neste período”, observa Roberto Aparecido Ribeiro, proprietário de uma padaria na avenida Presidente Vargas.

Segundo ele, no geral, os pedidos por bebidas quentes – café, chá, achocolatado – aumentam assim como os pedidos de pão com manteiga na chapa e misto quente, já o consumo de sucos, refrigerantes tende a diminuir.

A mudança no hábito de consumo durante o outono/inverno também é observada por Nelson Cavallo, proprietário de padaria na Avenida Presidente Roosevelt. Com 50 anos de experiência no ramo, ele conta que de um modo geral aumenta a procura pelo café coado, café com leite, leite e café da máquina. “O corpo pede bebidas mais quentes e comidas mais encorpadas. Normalmente faço cinco garrafas de café para ficar no balcão pela manhã, agora tenho feito oito garrafas e tem dias que tenho que fazer mais”, comenta.

Aos 69 anos, Cavallo não diminuiu o ritmo de trabalho, acorda de madrugada e às 4h já está na padaria cuidando de seus afazeres. “Isso aqui faz parte da minha vida”, finaliza.

Consumo diário da cafeína é de 400 mg

Conforme a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, a recomendação de consumo diário da cafeína é de 400mg, o que corresponde a três xícaras de café. Se houver necessidade de um consumo maior, pode-se complementar com xícaras de café descafeinado, que pode ser consumido em maior quantidade: de três a cinco xícaras diárias.

Para acompanhar o cafezinho, pão com manteiga e misto quente são opções mais procuradas; pedidos por sucos caem (Vanessa Matsumoto/JR)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome