Jovens e adultos fora da idade escolar que desejam retomar os estudos ainda podem se inscrever para as aulas do segundo semestre na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas escolas da rede estadual de São Paulo.  O ciclo referente ao Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), com duração de quatro semestres, é aberto a estudantes com idade mínima de 15 anos. Já o Ensino Médio (1ª a 3ª série) é voltado a candidatos acima de 18 anos e pode ser concluído em três semestres.

Atualmente a rede estadual de São Paulo possui 190 mil alunos de EJA matriculados em 1.100 escolas de todo o estado de São Paulo.

O cadastro pode ser feito em qualquer escola da rede, mas é necessário estar atento, pois a unidade em que ocorrerão as aulas pode ser outra. Por isso é indicado que uma semana antes do início das aulas, o aluno retorne à escola em que foi feito o cadastro para confirmar horário e endereço de onde irá estudar.

Para inscrição é indicada a apresentação de documento de identidade (certidão de nascimento e RG) e comprovante de residência e, se houver, o histórico escolar.  No caso de alunos com menos de 18 anos, o cadastro deve ser feito por pais ou responsáveis.

Na EJA o projeto pedagógico prevê, além do currículo oficial, atividades que dialoguem com a vida profissional e cotidiano dos alunos. O início do segundo semestre na rede estadual começa no dia 31 de julho.

A reportagem do JR e Portal Regional obteve informação junto à assessoria de comunicação da Secretaria da Educação do Estado para saber em quais cidades da área de atuação da Diretoria de Ensino de Adamantina, com relação à microrregião de Dracena, será oferecido o curso.

A assessoria informou que no semestre que passou houve o curso nas cidades

Santa Mercedes (Escola Ministro Oscar Pedroso Horta); Monte Castelo (escola João Bernardi); Nova Guataporanga (escola Jacinto Pernas Gomato); Tupi Paulista (escola Léa Aparecida Vieira Guedes); Junqueirópolis (escola Prof. Idene Rodrigues dos Santos); Ouro Verde (escola Ferdinando Ienny); Pacaembu (Prof. Joel Aguiar); Panorama (escola Dom Lucio Antunes); Irapuru (Prof. – José Edson Moysés); Paulicéia (escola Prof. Orlando Guirado Braga); Dracena (escola Alfredo Machado); Flora Rica (escola Prefeito Guilherme Buzinaro);

São Joao do Pau D’alho (Prof. Salvador Ramos de Moura). A assessoria reforçou que aberturas de salas nas escolas acontecem de acordo com a demanda, com isso, é possível que em algumas não tenham esse semestre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor envie seu comentário
Por favor digite seu nome